fbpx
15.1 C
Conselheiro Lafaiete
sexta-feira, 27 novembro 2020
Início Economia Pagamento mínimo do Cartão de Crédito, como funciona, vale a pena?

Pagamento mínimo do Cartão de Crédito, como funciona, vale a pena?

Quando surge alguns imprevistos financeiros é bem comum que a gente procure opções para amenizar o problema, e para muitos brasileiros que possuem cartão de crédito, pensar na possibilidade de realizar o pagamento mínimo do cartão de crédito é uma delas. Mas… Será que essa opção vale realmente a pena? Quais são as alternativas nesse caso? Confira!

Pagamento mínimo do cartão de crédito

O primeiro ponto a discutir aqui é sobre como funciona o pagamento mínimo do cartão de crédito. Para quem não sabe, o pagamento mínimo que também é chamado de rotativo, é uma possibilidade do consumidor não ficar inadimplente (ficar com o nome sujo) por conta do seu cartão de crédito.

Logo, para realizar o pagamento mínimo, o cliente deve pagar pelo menos 15% da fatura do seu cartão do mês, somados a 15% das compras que ficam em aberto na fatura passada e 100% de qualquer lançamento, seja ele, juros, IOF, multa de atraso ou saque. O restante da dívida que não foi paga deverá ser cobrada no próximo mês e com juros.PUBLICIDADE

Até meados de 2017 existia a possibilidade de que no mês seguinte, o cliente pagasse novamente um mínimo de 15% da fatura, incluindo os valores pendentes do mês anterior e os juros. Contudo o Banco Central (BC) alterou as regras para essa prática. De acordo com o BC essa prática acaba se tornando uma “bola de neve” onde a dívida ia tendo juros sob juros e uma dívida pequena acaba se tornando bem grande.

Logo, desde o mesmo período não é mais possível a realização do pagamento mínimo do cartão mais de um mês consecutivo. E isso no fundo acaba beneficiando o próprio consumidor que não pagará taxas de juros sob juros, pois as taxas de parcelamento serão menores do que o juros rotativo.

Parcelamento da fatura é a melhor opção

Como já comentado logo a cima, os juros do rotativo do cartão são bem salgados, logo, muitas vezes vale mais a pena ficar atento a outras possibilidades como a negociação do seu cartão de crédito.

A maneira mais comum e com melhores praticas de juros ainda é o parcelamento da fatura. Através dessa negociação você terá que pagar em parcelas de valores iguais a fatura total do seu cartão, como se fosse uma compra parcela.

Pagamento mínimo, quando vale a pena?

Apesar do pagamento do mínimo do cartão possa parecer algo que só traga desvantagens, pois além da taxa de juros mais alta pode complicar sua situação financeira, em determinados casos pode ser algo interessante. Um caso em específico é quando você não tem todo o valor da fatura na data do vencimento, porém, ao decorrer do mês, você pode pagar a fatura integralmente. Para esta situação é vantajoso sim o pagamento de uma parte e depois o pagamento do restante dentro do mesmo mês.(REDE JORNAL CONTÁBL)

Mais lidas

Tragédia: mulher morre atropelada por ônibus empreiteira da Gerdau

Uma tragédia ocorrida na noite deste sábado (21). Eram por volta das 11:30 horas, quando uma mulher, de 37 anos, Rosemeire...

Tragédia: jovem é encontrado morto com corpo em decomposição

Noite de sexta-feira (20), por volta de 20:00 horas, as equipes de bombeiros de São João del-rei foram acionadas a comparecer...

Lafaiete registra grave acidente entre carreta e locomotiva

Uma carreta e locomotiva da MRS se envolveram em um acidente agora há pouco em Gagé travando o trânsito na localidade.Ainda não...

Defesa Civil faz comunicado.

A Defesa Civil de Conselheiro Lafaiete informa que em conjunto com a SecretariaMunicipal de Obras, fará intervenção estrutural em uma ponte situada...