fbpx
25 C
Conselheiro Lafaiete
quinta-feira, 25 fevereiro 2021
Início Política Bolsonaro fica cada vez mais isolado com a saída de Trump

Bolsonaro fica cada vez mais isolado com a saída de Trump

Quando Jair Bolsonaro se tornou presidente do Brasil em janeiro de 2019, ele cultivou relacionamentos com outros governos de extrema direita com a mesma mentalidade, mas conforme a maré política muda, ele agora se encontra e seu país cada vez mais isolados.

Ostentando laços estreitos com o presidente dos EUA, Donald Trump, Bolsonaro foi encorajado e não se desculpou por uma visão de mundo frequentemente criticada como sexista, racista e homofóbica, bem como por seu desdém pelo meio ambiente.

Mas, dois anos depois, a Argentina substituiu o amigo de mercado Mauricio Macri pelo presidente de centro-esquerda Alberto Fernandez, enquanto nos Estados Unidos o democrata Joe Biden sucederá o republicano Donald Trump como presidente na próxima semana.Mesmo assim, Bolsonaro, freqüentemente apelidado de “Trunfo Tropical”, mostra poucos sinais de preocupação.

– ‘Cada vez mais isolado’ –

O presidente brasileiro permanece inabalável em seu apoio às políticas econômicas neoliberais, ao conservadorismo social e à retórica provocativa contra o sistema.

Diplomaticamente, ele está empurrando o Brasil cada vez mais longe de seus principais parceiros econômicos: China, Estados Unidos, União Europeia e Argentina.

“Essa postura agressiva contra tudo” que visa “mobilizar sua base interna” para a candidatura à reeleição de 2022 o levará a um beco sem saída, diz Oliver Stuenkel, professor de relações internacionais da Fundação Getúlio Vargas.

“No longo prazo essa postura não funcionará porque o Brasil ficará cada vez mais isolado e levará anos para o Brasil recuperar sua influência”, disse.

Bolsonaro foi o último grande líder mundial a parabenizar Biden por sua vitória nas eleições, mais de um mês depois do evento, e apoiou as alegações infundadas de Trump sobre fraude eleitoral.

“O Bolsonaro precisa de política externa para convencer sua base de que não é um político tradicional”, pois “ele não pode mais se apresentar como a pessoa que vai acabar com a corrupção ou a política da velha escola” agora que fez aberturas aos partidos políticos tradicionais, disse Stuenkel.

( O Petróleo )

Mais lidas

21 após desaparecimento, idoso é encontrado enterrado perto de sua casa

Após de 21 dias de dor, angústia e sofrimento, foi localizado nesta manhã (6), por volta das 10:30, o corpo do...

Jovem é morta a pauladas e choca Capela Nova

O corpo de uma adolescente de 17 anos foi encontrado na manhã desta quarta feira, (20), próximo a comunidade do Melo, na...

Lafaiete e região recuam a onda vermelha e somente comércios essenciais podem funcionar

O cenário de pandemia exige cautela extra durante as celebrações de Natal. É este o alerta que o Governo de Minas faz à...

Tragédia: mulher morre atropelada por ônibus empreiteira da Gerdau

Uma tragédia ocorrida na noite deste sábado (21). Eram por volta das 11:30 horas, quando uma mulher, de 37 anos, Rosemeire...