Viola de Queluz é referenciada na TV Horizonte

Viola de Queluz na TV Horizonte/Divulgação

Tarde cultural de muita luz. Estivemos fazendo a apresentação do livro Viola de Queluz, de autoria do lafaietense Valter Braga de Souza, na TV HORIZONTE, da Rede Catedral em Belo Horizonte. O violeiro e cantador Chico Lobo, apresentador do Viola Brasil  foi muito feliz ao reverenciar a importância internacional da Viola de Queluz. Participaram do programa, que vai ao ar neste sábado próximo, o autor e músico Valter Braga, os poetas Osmir Camilo e Wagner Vieira (Lesma Editores) e os violeiros e cantadores Davi da Viola e Dias da Viola. Todos juntos representaram a arte e a cultura de Conselheiro Lafaiete com muita emoção. Conhecedor da região e amante da viola, Chico Lobo, natural de São João del Rey, estará já enviando para Portugal dois livros autografados. Um para o seu parceiro Pedro Mestre e o outro para o pesquisador Professor Manuel Morais. É um livro novo, rico e temporal que alça voos levando Queluz no nome e Lafaiete no coração. Palavras de Chico Lobo:

Sobre as violas de Queluz

                A cultura da viola em Minas Gerais vive uma época de ouro no seu registro  como patrimônio imaterial, sendo tocada pelas mãos de tantos e tantos violeiros, que tenho oportunidade de presenciar em meus programas de tv e rádio e na minha lida de violeiro.

                Mas sobretudo estamos num momento primordial e necessário de reconhecer e valorizar a importância das Violas de Queluz, a viola que trás a marca e a alma de Minas, para a história musical e cultural de Minas, do Brasil e do mundo.

                Há doze anos vou a Portugal pra encontros, shows, e investigações. Estamos indo agora em 2018, para o VIII Encontro das Violas D’ARAME e conseguimos trazer por duas vezes a Mostra Internacional das Violas D’ARAME para o Brasil e é impressionante como sempre nas palestras e nas conversas, a Viola de Queluz é sempre citada.

                Seja por mim, ou pelos estudiosos, como o Professor Manuel Moraes, profundo conhecedor dos instrumentos antigos e grande admirador da Viola de Queluz. E não poderia ser diferente! Ela marcou época e inspirou diversos artesãos espalhados por nossas Minas a construírem suas violas, sempre com algo que lembrasse a famosa Viola de Queluz. Tenho raízes de minha família Lobo Leite e em Conselheiro Lafaiete, a antiga Queluz de Minas. Para mim é de uma alegria e emoção sem fim poder presenciar esse interesse atual em valorizar e divulgar a história desse belíssimo instrumento.

              Parabenizo por essa importante publicação, que vem fazer jus a importância das Violas de Queluz para a humanidade e pelo resgate histórico de nossa cultura da viola. Saúdo Levindo Salgado, parceiro em nossa querida São João del Rei, onde nos encontramos.  E ao escritor, Valter Braga de Souza, parabéns por essa obra fundamental para se entender a viola em Minas. Que possamos divulgar essa publicação em nossas viagens mundo afora. Viva a Viola de Queluz, chora viola!”

( Chico Lobo)

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *