Vereadores cobram agilidade na licitação para abastecimento de produtos a policlínica

Vereadores voltaram a cobrar agilidade nas licitações/CORREIO DE MINAS

Os vereadores voltaram a cobrar agilidade nas licitações. Eles visitaram ontem a tarde, dia 6, a policlínica municipal a partir de denúncias contundentes de escassez geral de produtos de limpeza, como luvas, água sanitária, sabonete, papel higiênico e outros insumos básicos na higiene.

A comissão comprovou a falta dos produtos quando receberam do diretor da policlínica, Marcelo Barbosa, a informação de que o almoxarifado seria abastecido nos próximos dias, aguardando a formalização final de contratos com as empresas vencedoras da licitação. Dali os vereadores foram até os setores de compra e jurídico para apurar a grave situação do pronto socorro.

“Não é novidade a falta de produtos nos PSF’s e na policlínica. Não é falta de dinheiro mas gestão. Faltam médicos, bebedouros estragados e outros problemas. Eles estão usando ainda uma licitação da gestão passada para continuar comprando os produtos para a policlínica e outros postos”, desabafou Pedro Américo (PT). O vereador Sandro José (PSDB) relatou que esteve na semana passada na policlínica quando constatou a falta de produtos, mas elogiou o desprendimento dos funcionários da policlínica.

A vereadora Carla Sassi (PSB) explicou que a visita foi justificada pelas fartas e fundamentadas denúncias de falta de material de limpeza, porém criticou a demora na licitação já que, segundo ela, desde abril do ano passado, a prefeitura tenta promover o certame sem sucesso. Somente agora os contratos para a compra de produtos estão preparados para assinatura das empresas vencedoras. “Nosso questionamento é porque de tanta demora na licitação”, questionou.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *