Vereador ameaça travar pauta da Câmara

Clima de insatisfação toma conta dos vereadores
Clima de insatisfação toma conta dos vereadores

Novamente o clima de insatisfação tomou conta da reunião na noite do dia 7 em Lafaiete. O tom mais agressivo veio do vereador Sandro José (PRTB) que anda descontente com os rumos da administração municipal. O motivo partiu de um compromisso não atendido pelo parlamentar. “Tive que pagar do próprio bolso para capinar 3 ruas por onde as encenações da Semana Santa iriam passar no meu bairro. Prometeram e não cumpriram e assim estamos mesmos abandonados. Então vamos trancar a pauta para ver se a administração vem conversar com a gente. Quando precisam dos vereadores nós temos que votar. Desse jeito então; caso não nos respeitem, vamos travar o andamento dos projetos e acho que assim eles nos atendem. Se prometeu que vai fazer, que façam”, desabafou Sandro. Mais a frente ele disparou quando o vereador Zezé do Salão (PMN) cobrou o governo municipal, através de requerimento, os gastos com publicidade oficial. “Acho que há muito confete para pouca festa”, insinuou sobre a divulgação de obras de obras da administração. Em tom oposto, o presidente da Casa, o vereador João Paulo (PSB) elogiou o prefeito Ivar Cerqueira (PSB) no atendimento às suas solicitações. Mais criticou seus pares logo após uma reunião pública sobre a demora nas entrega de correspondências com representantes dos Correios. “Não voto mais para realização de audiências nesta Casa”, frisou. Zezé do Salão engrossou, mais uma vez o coro dos descontentes. “Precisamos continuar exercendo ainda mais nosso papel de fiscalizadores. E olha que têm muitas denúncias na administração. Já estou pedindo minha assessoria jurídica para mudarmos o regimento interno e passarmos a palavra para uma hora para podermos expor os problemas e o abandono por que passa nossa cidade”, frisou. Ele lançou um desfio ao secretário adjunto da saúde, Roberto Santana. “Ele disse que teria uma carta debaixo da manga contra mim se eu apresentasse um requerimento solicitando informações à secretaria. Não temo estas represálias”, retrucou. PSF’s Outro tema que dominou os debates foi a situação da saúde dos PSF’s. O vereador Zezé do Salão apresentou requerimento solicitando a secretaria detalhes do atendimento, estrutura física, funcionários e os valores dos alugueis de imóveis. “A gente sabe depois de diversas visitas e de muitos vereadores que situação de muitos PSF’s é precária para atender a população”, informou Toninho do PT. O vereador Pedro Américo (PT) esteve na manhã do dia 8 com o secretário de saúde, Marcos Prates, para saber os motivos pelos quais não foram atendidas as recomendação da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), instalada na Câmara para investigar a “máfia de laboratórios”. Ele também cobrou a regularização dos postos e PSF’s já que, a seu pedido, foi realizada, uma fiscalização sanitária constatando irregularidades. “Nada do que foi apurado na fiscalização foi sanado”, criticou.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *