Tristeza e luto: morte de Silmar, o popular Tindico, deixa um vazio cultura popular lafaietense

O Carnaval e os festivais de Congado não serão mais os mesmos em Conselheiro Lafaiete. A cidade perdeu na noite desta quinta-feira, 29/08, um de seus grandes personagens urbanos.

Silmar Raimundo de Andrade, o popular “Tindico”, morreu aos 53 anos. Ele passava por problemas de saúde, ficou vários dias internado em Barbacena, teve alta e foi para casa. Porém, acabou sofrendo um AVC (Acidente Vascular Cerebral) sendo internado no Hospital São Camilo, em Conselheiro Lafaiete onde veio a falecer. Alegre, com um sorriso largo, Silmar adorava participar do Carnaval de rua da cidade, tendo inclusive participado de vários blocos e da Escola de Samba Engole Ele.

Outra paixão de Silmar era o Congado. Apesar de não fazer parte das guardas de congado, ele gostava de se trajar como congadeiro para prestigiar os festivais organizados pela prefeitura. Cantava e dançava junto às bandas de Congado durante as apresentações.

A sua religiosidade também era demonstrada com a presença nas festas nas igrejas da cidade. Gostava de acompanhar as procissões, principalmente durante a Semana Santa. Silmar era torcedor do Cruzeiro e sempre que o time ganhava, ele pendurava a bandeira azul e branca na janela de sua casa no bairro Sagrado Coração de Jesus.

Outro time do coração era o Aimoré de Conselheiro Lafaiete e sempre que podia, Silmar estava no campo acompanhando os jogos do alvinegro da Chapada.

Velório e sepultamento

O corpo de Silmar está sendo velado no Velório Sagrado Coração de Jesus e o sepultamento está marcado para às 16h, nesta sexta-feira, 30/08, no Cemitério Nossa Senhora da Conceição. (Lafiaiete Agora)

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *