Suspeito de assassinato de Carlinhos é encontrado morto

Come
Carlos Roberto Mendonça/Foto:Reprodução

Foi encontrado na tarde de segunda-feira (14/03), o corpo de Nilson Pereira, que era investigado como um dos autores do homicídio e ocultação de cadáver de Carlos Roberto Mendonça, de 49 anos (Carlinhos), ocorrido no último dia 07 de março. O corpo de Nilson foi encontrado em Barbacena. O corpo estava em uma mata às margens da estrada que dá acesso ao povoado São João Batista, zona Rural de Barbacena, na divisa entre os municípios de Barbacena e Barroso. Na quinta-feira (10) a Polícia Civil já tinha encontrado próximo ao local uma caminhonete pertencente a vítima, objeto que teria sido negociado com Carlos Roberto de Mendonça.  Delegada Fátima Maria Campos, que preside o Inquérito Policial, o corpo foi encaminhado ao IML de Barbacena e as investigações prosseguirão até a completa elucidação dos fatos.

O caso

O comerciante de automóveis Carlos Roberto de Mendonça, de 49 anos, residente em Rio Espera, que estava desaparecido desde a última segunda-feira 07/03, foi encontrado morto na tarde desta quinta (11/03).

Carlinhos do José Guedes, como era conhecido, teria saído de Rio Espera no início da semana para concretizar a venda de uma caminhonete a um comprador de Barbacena. Conforme apurações iniciais da polícia, depois de receber o valor combinado, ele não foi mais visto.

Após receber queixa dos familiares, a Polícia Civil passou a investigar o caso. Inicialmente, os policiais não encontraram o suposto comprador do carro, mas localizaram um sobrinho do suspeito que, por diversas vezes, caiu em contradição ao narrar o que havia ocorrido até, finalmente, confessar que Carlinhos estava morto.

Conforme seu sobrinho, o suposto comprador levou os investigadores até à própria casa onde ele e Carlinhos teriam discutido sobre o negócio. O tio argumentava que Carlos estaria lhe devendo dinheiro. Em meio à discussão, quando o comerciante estava de costas, foi morto com golpes de marreta, principalmente na cabeça.

Após se certificar do óbito da vítima, tio e sobrinho limparam o imóvel, envolveram o corpo em uma lona de plástico e o colocaram no porta-malas de um veículo.

O corpo foi levado até às imediações da cidade de Santos Dumont, mais precisamente na Estrada Real no local conhecido como Chafariz, onde foi jogado de um barranco em meio a um matagal. A Perícia Técnica esteve no local onde o corpo do comerciante foi encontrado e realizou os trabalhos de praxe.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *