Sem segurança: Belo Vale está na lista de barragens interditadas pela Agência Nacional de Mineração

Foto de 2004 – inicio da terraplanagem para a construção da barragem Marés II – supressão de vegetação e intervenção em nascentes – atividades na época não autorizadas/Tarcísio Martins

A Agência Nacional de Mineração (ANM) anunciou nesta quarta-feira (9) a interdição de 14 barragens da mineradora Vale localizadas em Minas Gerais. Segundo informações da agência, essas barragens estão em “nível de emergência”.Duas delas, em Ouro Preto e Barão de Cocais, são classificadas com “nível 3”, o que significa “risco iminente” de rompimento.

Outras duas, em Ouro Preto, estão classificadas com “nível 2”, quando há uma ação que está sendo realizada para sanar o problema, mas o controle da anomalia não está sendo eficaz.

As outras dez barragens, em “nível 1”, estão com “comprometimento potencial de segurança”. Elas estão localizadas nos municípios de Nova Lima, Mariana, Ouro Preto, Itabirito,  Itabira e Brumadinho. A Vale ainda não se manifestou sobre o assunto.

Em Belo Vale, a barragem Marés II também está no nível de potencial de segurança foi construída em 2004 e recebe rejeitos de da Mina de Fábrica situada entre Congonhas e Ouor Preto. Enquanto as duas cidades recebem os impostos da produção (royalties), Belo Vale fica com ônus da mineração. Foto Capa: Tarcísio Martins

 

Leia também:

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *