Sem pânico: médicos tranquilizam lafaietenses e confirmam que cidade não registrou nenhum caso de Febre Amarela

Dra. Fernanda e Dr. Flávio/Divulgação
Dra. Fernanda e Dr. Flávio/Divulgação

Os casos de Febre Amarela que vêm ocorrendo no leste de Minas Gerais têm preocupado a população de Conselheiro Lafaiete e, com isso estão lotando os postos de saúde em busca da vacina contra a doença. Diante disso, os médicos infectologistas Fernanda Neves Rosa e Flávio Augusto de Almeida Faria, em entrevista coletiva à imprensa, tranquilizaram a população da cidade e região e prestaram esclarecimentos sobre a situação.

Eles destacaram que Conselheiro Lafaiete não registrou nenhum caso e está fora da área endêmica (área de ocorrência da doença), por isso não há motivo para pânico. Além disso, todos os casos notificados até o momento foram de Febre Amarela Silvestre.  Fernanda Rosa esclareceu que desde 1942 não há registro de Febre Amarela Urbana no Brasil e que casos isolados de Febre Amarela Silvestre ocorrem, no entanto, em áreas endêmicas, o que não é caso de Lafaiete e região.

Quanto à vacinação, Flávio enfatizou que ao se vacinar toda a população há um aumento do risco de reação. Ele explica que a vacina é produzida com vírus vivo atenuado, portanto sem a condição de causar a doença, no entanto, em algumas pessoas podem ocorrer reações e até mesmo a doença, o que só ocorre em uma proporção de quatro casos em cada 400 mil doses da vacina. Mas, ainda assim é preciso cautela.

De acordo com os médicos devem procurar a vacina, no momento, as pessoas que precisam viajar para as cidades das regiões atingidas. Para isso é preciso procurar o posto e tomar a vacina no mínimo 10 dias antes da viagem. Dra. Fernanda Rosa destacou que não é preciso correr para se vacinar, que há vacina suficiente para a população e que ela é oferecida durante todo o ano nos postos do PSF e no setor de vacinação, na Av. Pedro II, 178, no bairro São Sebastião (ao lado do Centro de Promoção da Saúde).

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *