Projeto Inclusão Marcial “Lutando Pelo Futuro” é aprovado pela Lei do Incentivo ao Esporte

Depois de uma Moção de Aplausos na Câmara Municipal, a pedido do vereador Divino Pereira, os alunos do Projeto Lutando Pelo Futuro receberam outra ótima notícia: o Projeto foi aprovado pela Lei do Incentivo ao Esporte.

Dirigentes do Projeto Sensei Renata, Sensei Aldair, Sensei Luciano, junto ao vereador Divino Pereira, autor da Moção de Aplauso/DIVULGAÇÃO

A Lei de Incentivo ao Esporte – Lei 11.438/2006 – permite que empresas e pessoas físicas invistam parte do que pagariam de Imposto de Renda em projetos esportivos aprovados pela Secretaria Especial do Esporte do Ministério da Cidadania. As empresas podem investir até 1% desse valor e as pessoas físicas, até 6% do imposto devido (esporte.gov.br)

Sensei Renata relata que foram quase 06 meses redigindo o projeto e após isso muita luta para recolher toda documentação necessária, contratando advogado e assessor  que ficou responsável pela parte burocrática e quase 1 ano e meio até a aprovação e publicação no diário da União.  “Não foi fácil, mas com certeza valeu a pena”. Disse Renata.

Três núcleos serão executados após a captação: LP Fight-MG, Shizen-MG, Nagata de Artes Marciais-SP onde terão aulas de Karatê, Jiu-jítsu, Muay Thai e outras Artes Marciais direcionadas a crianças e adolescentes entre 05 e 17 anos, com ou sem deficiência física e intelectual, com dificuldade escolar e de baixa renda.

Aprovação na Lei do Incentivo ao Esporte demonstra a importância social da iniciativa/DIVULGAÇÃO

Agora o projeto está publicado Oficialmente no Diário da União e está em fase de captação. Se sua empresa tiver interesse em fazer parte desse projeto através da Lei do Incentivo ao Esporte, podem contatar através do telefone (31) 98631-0636 / (31) 99271-9611 ou pelo e-mail lpfightdanca@gmail.com e saber como!

Sensei Renata agradece o apoio de quem caminha diariamente com ela para a realização deste trabalho, bem como Sensei Aldair e Sensei Luciano

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *