Prefeito Ivar contesta declarações de deputado e diz que é mentira

O governo de Minas Gerais anunciou esta semana a retomada das obras em uma série de construções públicas que se encontravam paralisadas em todo o estado. No setor de saúde, apenas dois hospitais regionais constam da lista de obras contempladas neste primeiro momento: os de Teófilo Otoni e Governador Valadares.

Conforme afirmou em entrevista concedida nesta quarta-feira (15/07) o líder do Governo na Assembleia Legislativa, o deputado estadual Durval Ângelo (foto ao lado), a razão é que estas unidades são inteiramente administradas pelo governo de Minas através do Departamento Estadual de Obras Públicas (DEOP). Outros seis hospitais regionais em construção em todo o estado ficaram de fora. Entre eles, o de Conselheiro Lafaiete, cuja conclusão foi promessa de campanha do então candidato Fernando Pimentel, que chegou a visitá-lo e utilizar imagens do prédio inacabado em seus programas eleitorais.

O prefeito de Lafaiete, Ivar de Almeida Cerqueira Neto (PSB), foi contundente ao rechaçar as declarações do deputado Durval Ângelo, a quem acusou de estar mentindo. Ivar lembrou que em janeiro deste ano, 15 dias depois da posse de Pimentel, esteve reunido com o secretário estadual da Saúde, Fausto Pereira dos Santos, para discutir a situação do hospital regional: “Depois, no dia 23 de março, estive pessoalmente com o governador Fernando Pimentel, que prometeu vir a Lafaiete após à aprovação da lei orçamentária do estado para contemplar a cidade com ações do governo; foi quando firmamos novamente a retomada do hospital regional de Conselheiro Lafaiete. Quanto à não prestação de contas, isso é falácia. Prestamos as contas no dia 23 de dezembro de 2014 e a prestação foi protocolada no dia 26 de dezembro. Fizemos uma macroauditoria, em que se apuraram mais de cinco milhões de reais em irregularidades nas obras, e prestamos todas as contas. Este relatório é a prova da verdade e se encontra à disposição da sociedade no Ministério Público, na Câmara Municipal de Lafaiete e no Conselho Municipal de Saúde. Por que não estaria no governo do estado?”, questionou o prefeito.

Dr. Ivar cumprimentou o deputado Glaycon Franco pela proximidade política com o governador aludida por Durval Ângelo, mas fez questão de ressaltar que não precisa de intermediários para falar com Pimentel: “Se o deputado está sendo tratado com este carinho, se é o representante do governador na região, que seja feliz e venha ajudar Lafaiete para que a obra aconteça, porque ela não é minha nem sua, mas do nosso povo e de toda a região. Mas não devo acreditar que o governador Fernando Pimentel, que conquistou (com a nossa ajuda) 65% dos votos de Conselheiro Lafaiete vai nos tratar como fomos tratados pelo excludente governo anterior. Tenho acesso livre ao governador Pimentel e a todo o seu secretariado”, acrescentou o prefeito.

Documentos

O prefeito Ivar informou que está à disposição de quem quiser consultar, na prefeitura, documentos que comprovam o envio da prestação de contas da obra do hospital regional ao Governo do Estado.

Segundo informação enviada ao Fato Real, a prestação de contas da obra do hospital regional foi concluída em 23/12/2014 e protocolada junto ao Estado em 26/12/2014 com o registro SIPRO 031.29931170/2014-9. Também teria sido enviado ao Estado, bem como ao Ministério Público, Câmara Municipal de Conselheiro Lafaiete e Conselho Municipal de Saúde, além da prestação de contas, o relatório da auditoria encomendada pela administração municipal e realizada pela empresa Álvaro Sardinha Neto.

Outro fato que comprovaria, segundo a prefeitura, o envio e recebimento da prestação de contas é que em 06/04/2015 o município recebeu resposta da Secretaria de Estado de Saúde, em que eram solicitados outros esclarecimentos e informações, conforme o ofício 162/215/SES. O município então teria feito o levantamento de tais informações, encaminhando-as ao Estado dois meses depois em 22/06/2015, através do ofício 573/2015. E desde então, aguarda o resultado da análise pelo Estado.

Dr. IvarFotos:arquivo

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *