Para manter excesso de gratuidade, Viação Presidente diz que valor da tarifa deveria chegar a R$5,46

Nossa reportagem teve acesso ao demonstrativo financeiro que a Viação Presidente protocolou na Câmara Municipal. Os dados e informações assustam pois evidencia uma empresa que operou em 2018 com prejuízos de mais de R$1,7 milhões, perfazendo cerca de R$216 ao mês.

A gratuidade prevista em lei atinge 38% do total de usuários. Foram mais de 2,1 milhões de passagens gratuitas cujo valor é de R$6,4 milhões em 2018.

As informações fazem parte de uma apresentação que a empresa vai apresentar na audiência para discutir o equilíbrio financeiro da tarifa ou o reajuste.

Críticas

O vereador João Paulo Pé Quente/CORREIO DE MINAS

O Vereador e Líder do Governo, João Paulo Pé Quente (DEM), não poupou críticas ao serviço prestado pela empresa aos lafaietenses e insinuou que o valor já está definido. “A empresa foi incompetente para convocar a audiência e mostrou despreparo no conhecimento da legislação, do regimento interno do conselho, e de decretos que regulamentam o aumento. Mas de nada adianta a audiência pois o preço já está definido em R$3,60. Não sei para que serve a audiência? Ainda não vimos a planilha. Vejo que tudo não passa de desrespeito ao nosso povo”, desabafou.

Pé Quente citou que por duas vezes acionou a Justiça para barrar o aumento da passagem. “Não conseguimos segurar o preço, como em outras cidades que a justiça determinou a volta do preço antigo”, afirmou.

Segundo o vereador, a Presidente forçou seus funcionários a lotarem o plenário da Câmara na audiência de quarta feira, que não foi realizada. “A empresa vem pressionando seus funcionários, mas o gente sabe que eles estão ameaçado uma greve’, antecipou.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *