Organização do carnaval planeja 6 mil foliões na praça Tiradentes

Tudo preparado e organizado para o espetáculo. Começa hoje o carnaval e o planejamento da festa acontece a mais de 2 meses. Para quem está por detrás da organização de um evento de grandes proporções, o momento é de apreensão, como revela o secretário municipal de cultura, Geraldo Lafayette. Mesmo com a experiência adquirida ao longo dos anos, ele relata certo temor que traz o carnaval. Com a violência crescente o principal receio é a segurança.  “O carnaval mistura o profano e o sagrado, mexe com o imaginário popular e nesse caldeirão é associado a violência. Como em anos anteriores vivemos este clima”, revelou o secretário.

Por outro lado, as recentes operações policiais trouxeram alívio a organização quando se instala uma sensação de segurança. “Claro que o trabalho dos órgãos de segurança espantou a criminalidade na medida em que impõe a ordem. Vemos que a criminalidade foi debelada e resgata a confiança em um ambiente onde a diversão seja o foco principal”, afirmou.

Para garantir a segurança dos foliões, que estarão concentrados na praça Tiradentes, o espaço será totalmente cercado com gradil com a contratação de seguranças particulares e brigadistas. Um projeto de pânico e incêndio foi aprovado para a área na qual são esperados pouco mais de 6 mil pessoas diariamente. Isso sem contar com o mais de dezenas de policiais militares que se revezaram na revista e na abordagem dos foliões.  Ao entorno da praça haverá extintores e sinalização. Está expressamente proibida a entrada de garrafas ou outro instrumento cortante ou que ofereça risco na área da praça Tiradentes.

A previsão é que os shows comecem às 14:00 horas, com os matinês e terminem às 2:30 horas. Até mesmo as músicas foram pré selecionadas para embalar e promover um clima familiar na praça. Marchinhas, samba de raiz, axé, este será o cardápio musical de acordo com o perfil planejado do carnaval. “Estamos trabalhado com o mínimo de risco, mas oferecendo segurança reforçada e uma festa voltada para o resgate do carnaval que outrora marcou época. Esperamos a alegria reine e as pessoas venham para se divertir”, avaliou Lafayette.

Ao todos serão 23 eventos carnavalescos espalhados pelos bairros descentralizando a festa. Durante o dia na praça serão 4 shows diários. Amanhã acontece a abertura com coração do Rei Momo. Na domingo, segunda e terça serão reservados aos desfiles das escolas de sambas.

O secretário de cultura revela que carnaval foi planejado para favorecer clima familiar onde até a música foram pré selecionadas

Os blocos que se inscreveram na secretaria vão receber infra estrutura, sinalização de trânsito e alguns casos até som. Comunidades rurais como Gagé e São Gonçalo vão ter seus carnavais.

Ao falar da nostalgia do carnaval de outrora, Geraldo analisou que a perda da tradição do carnaval em Lafaiete. “Na década de 80 chegamos a efervescência que aos longos dos anos se perdeu por diversos aspectos. Resgatar este brilho e organização demanda tempo e persistência. Defendo que as escolas não tenham tanta dependência do poder público e organizem eventos durante o ano em seus barracões como forma de fomento e incentivo. Mas estamos oferecendo oportunidade de criar este ambiente de resgate”, assinalou.

Mas enfim, o espetáculo da alegria começou.

 

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *