O filme “Anderson” vai participar da Mostra de Cinema de Tiradentes

O curta Anderson foi exibido em uma praia em festival no Rio Grande do Norte/Reprodução

O curta metragem, “Anderson”, do cineasta lafaietense, Rodrigo Meireles, ganhou o mundo e o Brasil afora com participação em inúmeros festivais. O cineasta acaba de confirmar que o filme será exibido na 21ª Mostra de Cinema de Tiradentes, vitrine do cinema nacional, no dia 21 de janeiro, às 15:00 horas, no Cine Tenda com capacidade para 600 pessoas. O filme concorrerá ao prêmio do júri popular. “Frequento esse festival há mais de dez anos e ele foi e continua sendo muito importante pra minha formação. Será uma sessão muito especial e toda a equipe estará presente. Conto com a presença de todos, principalmente a turma de Conselheiro Lafaiete”, disse Rodrigo, comemorando a escolha e vai representa mais um voo na promissora.

Outros festivais

Em setembro deste ano, o filme integrou 44º Telluride Film Festival, no Colorado (EUA). Ele foi selecionado por Barry Jenkins (diretor de “Moonlight” – ganhador do último Oscar de melhor filme). Segundo Meireles a experiência foi “fantástica” com duas exibições. “A resposta do público não poderia ter sido melhor”, disse à época a nossa reportagem Rodrigo.

Entre 17 a 21 de novembro, o curta-metragem foi exibido na praia durante a 4ª Mostra de Cinema de Gostoso, realizado na pequena cidade de São Miguel do Gostoso, a 110 km da Capital Natal, no Rio Grande do Norte. O filme está na Mostra Panorama. O festival agitou culturalmente a cidade, com uma tela de cinema (12 m de comprimento) montada ao ar livre, na Praia do Maceió, em projeção com resolução 2K. Segundo Rodrigo a participação foi uma escolha da curadoria coletiva.

O filme e a trajetória

Rodrigo Meireles tem predileção pelo universo de pessoas simples e deles faz sua inspiração e roteiro. Anderson (duração de 20 minutos) mostra um pouco da rotina do Anderson, figura ilustre de Lafaiete, conhecida pelo seu fanatismo pelo “Atlético Mineiro”, por tocar na banda Nossa Senhora das Graças e por estar sempre falando com as rádios locais. Um dos pontos fortes do curta é o fato do personagem principal ter ajudado na construção do filme com sua visão pura e quase infantil do mundo transformando o documentário em uma comédia. Acesso total à sua vida/casa por ser amigo da família e equipe extremamente reduzida foram essenciais para garantir que a câmera não o incomodasse.  A estreia do documentário aconteceu em Lafaiete, no final de julho, durante o Festival de Inverno.

Rodrigo contou que conseguiu rodar o documentário Anderson graças a venda de seu outro filme “João Batista” ao Canal Brasil. “È difícil ganhar dinheiro com produção. Por enquanto é somente participação e prêmio”, contou

João Batista

O documentário “João Batista”, produção de 2015, que faz sucesso de público e crítica no Brasil conta um dia da suada rotina de um trabalhador brasileiro aparentemente comum. Sósia de Michael Jackson, interpretado pelo João Batista, o filme de menos de 23 minutos já participou de mais de uma dezena de festivais no Brasil como no México, USA, Porto Rico, Itália, França, Áustria e Macau. Isso sem contra com premiações como Melhor filme pelo júri popular do 11º Grande Prêmio Canal Brasil de Curtas e Best Short Film (Middlebury New Filmmakers – USA).

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *