Lafaietense lidera ranking do triathlon off road no circuito XTERRA

O atleta Lafaietense,Daniel Gomes/Divulgação

O XTERRA nasceu em 1996, no Hawaii, criado pelo então atleta Tom Kiely, como a primeira prova de triátlon off-Road do mundo. A partir de então a prova se internacionalizou e hoje está presente em mais de 40 países na Ásia, América, Europa, Oceania e África.

Em mais de 10 anos de história no Brasil foram mais de 440 largadas, 86 etapas em 11 estados e mais de 155 mil participantes e espectadores.

Uma das etapas do circuito XTERRA no Brasil é escolhida para ser classificatória para o XTERRA World Championship, que acontece na ilha de Maui, no Hawaii e reúne os melhores atletas do mundo. O XTERRA Brasil distribui 50 vagas para os mais bem colocados triatletas por faixa etária, masculino e feminino, para a grande final com a nata do triátlon off-Road mundial. São reunidos 800 atletas de 32 países para disputar em um percurso extremamente desafiador no terreno vulcânico da ilha americana.

O Campeonato Xterra Brasil passará pelas cidades de Ibitipoca-MG, Ipatinga-MG, Barra Grande-BA, Ilhabela-SP, Pedra Azul-ES, Manaus-AM, Ouro Preto-MG, Mangaratiba-RJ, Parnamirim-RN, Tiradentes-MG, Ponta Grossa-PR, Juiz de Fora-MG e Paraty-RJ, onde, no dia 02 de dezembro será conhecido o campeão de 2017 do triátlon off Road.

O triathleta Daniel Gomes iniciou com o pé direito a difícil disputa por este título inédito em nossa região. Após uma dura preparação, que contou com mais de 80.000 calorias gastas, mais de 2.800 km percorridos em mais de 220 horas de treinos de bike, corrida e natação.

No dia 12 de março como preparação para a primeira etapa do Xterra, Daniel Gomes participou do Campeonato Mineiro de Mountain Bike Maratona, na cidade de Santana dos Montes, onde conquistou o lugar mais alto do pódio. “Foi uma disputa alucinante do princípio ao fim. Em um terreno repleto de duras subidas com muitos atletas fortes de várias regiões de Minas Gerais e para completar, debaixo de um sol escaldante.” Relatou Daniel Gomes.

Já no último fim de semana, na cidade de Ibitipoca, foi a vez de pôr a prova toda a preparação da pré-temporada. Na sexta, dia 17 ocorreu a retirada dos kits, teste da bike, reconhecimento do percurso e congresso técnico.

Às 08:00h do dia 18, no Hotel Alphaville Chalés foi dada a largada para 3km de uma corrida muito técnica. Os primeiros 1,5 km foram em uma descida perigosa de estrada de terra com cascalhos soltos. Os últimos 1,5km se deram em uma subida técnica em mata fechada. Foi necessário imprimir um ritmo forte para evitar a comum confusão na área de transição. “Consegui realizar o planejado para a primeira corrida, pegando a bike entre os três primeiros colocados.”

O percurso da bike tinha 23km e era necessário se manter entre os ponteiros para evitar trânsito no km 5 (a terrível trilha do Baú), uma cava longa em descida muito técnica. “Nesse momento já comecei a me sentir fraco, perdendo muitas posições.” No Morro do Zelo, primeiro ponto de água do percurso e metade da prova eu pensava seriamente em desistir por não estar conseguindo pedalar forte nem na marcha mais leve e estar sofrendo muito. Segui até a Rancharia, passando pelo Morro dos Búfalos e atravessando a descida das 3 porteiras tentando suportar ao máximo o esforço e ritmo imprimido nas duras subidas do percurso. Já estava quase certa a minha desistência da prova. Mas, os últimos 1,5 km foram no mesmo percurso da primeira corrida e dava para ouvir os nomes dos atletas que já saiam para a última corrida de 8km. Já avistando o pórtico e a área de transição, com o calor do público, deixei a bike na transição e parti para a corrida em 11º lugar.

Foram 4km de muita descida técnica e escorregadia para mim que adotei a estratégia de correr com um tênis leve de asfalto para encarar a difícil subida de 4km da Cruz das Almas. Segui recuperando posições e ultrapassando os adversários com uma simples estratégia, não parar de correr. Na reta final, tirei forças não sei de onde para alcançar o objetivo de liderar o campeonato.

Os próximos compromissos são: dia 8 de abril em Ipatinga, na etapa Regional do Xterra e no dia 12 de Maio, em Ilha Bela, a etapa classificatória para o XTERRA World Championship, que acontece na ilha de Maui, no Hawaii. Já no dia 25 de junho em São Paulo será hora de trocar o barro pelo asfalto e buscar o lugar mais alto no Campeonato Brasileiro de Duathlon, que também é seletiva para o Mundial da modalidade, que esse ano acontece no Canadá. Daniel Gomes agradece aos familiares e amigos pelo apoio e torcida.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *