Lafaiete sedia Consulta Pública sobre Rio Paraopeba e ambientalistas alertam sobre a situação crítica da Bacia

O Relatório de Cenários e Prognóstico da Bacia do Rio Paraopeba, entregue para a apreciação do Grupo de Acompanhamento Técnico (GAT) do Plano Diretor de Recursos Hídricos, no início de novembro, reforça os alertas do Diagnóstico acerca das condições críticas em relação à quantidade e a qualidade das águas superficiais e subterrâneas, frente às diversas demandas hídricas observadas na região.
O relatório detalha os estudos prospectivos elaborados e traça os cenários Tendenciais e Alternativos para o horizonte de planejamento; trazendo a Análise de Riscos por trecho da bacia (alto, médio e baixo Paraopeba), em termos dos riscos relacionados ao déficit no balanço hídrico quantitativo e qualitativo.
Fonte: RP03 – Revisão do Relatório do Prognóstico da Bacia do Rio Paraopeba.
Cobrape, 2018

A análise dos cenários alerta para os desafios na gestão da bacia nos próximos anos, com vistas à reversão e contenção das situações críticas, com o objetivo de garantir a sustentabilidade das atividades e das ocupações da bacia, as quais impactam fortemente seus recursos hídricos.

Os mapas representam os cenários tendenciais, utilizando taxas de curto e longo prazo, e fundamentam-se na premissa de que o comportamento no passado determina o futuro. Tais cenários indicam a urgente necessidade de atenção e gestão assertiva dos recursos hídricos, para a contenção dos riscos que atingem as águas na Bacia do Rio Paraopeba.
Enfrentar os problemas, recuperar a qualidade e gerir, de modo eficiente, as diversas demandas pelos recursos hídricos, requer a mais ampla participação e um conjunto de ações assertivas e colaborativas, orquestradas pelo Comitê de Bacia. Neste sentido, as Consultas Públicas da etapa de Prognóstico e Cenários propõem uma dinâmica que visa reforçar os alertas de criticidade e convidar os participantes a contribuírem para o delineamento de uma estratégia robusta.
Situação do rio Bananeiras, afluente do Paraopeba, é crítica

As consultas serão divididas em dois momentos – a apresentação do prognóstico e o trabalho em grupos. Primeiramente, os cenários serão apresentados e, posteriormente, os participantes formarão grupos de trabalho por segmento, para discutirem e formalizarem respostas para duas questões, quais sejam: (i) Qual o papel de cada segmento na obtenção de um cenário vantajoso para o conjunto de seus usuários; e, (ii) Diante de um cenário de restrições de demandas, para a manutenção da quantidade e qualidade das águas, quais as ações prioritárias, os condicionantes e as diretrizes gerais para a adesão majoritária à política de preservação dos recursos hídricos da Bacia?

As Consultas Públicas do Prognóstico e Cenários consolidam os esforços até então empreendidos e serão um elo fundamental para que a equipe técnica obtenha os insumos complementares para a próxima fase do PDRH, dando início à constituição do Plano de Ações, ferramenta de suporte à Gestão da Bacia do Rio Paraopeba e que orientará usuários, gestores públicos e sociedade civil no uso e preservação das águas do Paraopeba.
O PDRH Paraopeba convida a todos para as Consultas Públicas do Prognóstico e Cenários. Compareça e contribua com este Plano.
CONSULTAS PÚBLICAS DO PROGNÓSTICO E CENÁRIOS DA BACIA DO RIO PARAOPEBA
Conselheiro Lafaiete receberá a Consulta do Alto Paraopeba:
04 de dezembro, terça-feira, das 13 às 18 horas
Auditório da Faculdade de Direito de Conselheiro Lafaiete – FDCL
Rua Lopes Franco, 1001. Bloco C/D. Bairro Carijós
FacebooktwitterFacebooktwitter

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *