Ladrões lafaietenses roubam sítio em Queluzito, fogem por matagal, capotam carro e são presos

Por volta das 21h desta quarta-feira (27/03), policiais militares da Fração de Queluzito foram acionados na localidade rural do Cafundó, onde segundo o solicitante, estava acontecendo um assalto em um sítio

No momento em que a equipe composta pelos militares, Sargento Christian, comandante do destacamento, Sgt Ronaldo, Cbs Machado e Marcos se deslocavam para o local, encontraram com uma caminhonete suspeita desenvolvendo alta velocidade pela estrada vicinal. Ao tentar realizar a abordagem, o condutor se evadiu.

O tirocínio policial fez com que a equipe fosse atrás do veículo suspeito, ao pressionar o condutor em

Apreensões feita pela PM/REPRODUÇÃO

fuga, ele veio a perder o controle da direção do veículo que caiu em uma valeta às margens da estrada, momento em que três elementos desembarcaram, um deles conseguiu se evadir e embrear em um matagal, dois foram detidos, sendo eles elementos moradores do bairro Real de Queluz em Conselheiro Lafaiete, já conhecidos no meio policial.  Ao serem questionados, eles revelaram que haviam praticado o assalto no sítio e que deixaram as vítimas amarradas dentro da casa. A caminhonete Fiat/Strada que também havia sido roubada no sítio estava carregada com os produtos do roubo. Um revolver cal.32 e uma espingarda foram localizados dentro do veículo.

Os dois elementos detidos foram conduzidos juntamente com os produtos do roubo para 2ª DRPC em Conselheiro Lafaiete. A importância do trabalho da Polícia Militar de Queluzito na implantação e manutenção da “Rede de fazendas protegidas” no município foi destaque nesta ocorrência. Moradores da região participantes da rede auxiliaram os policiais militares o tempo todo com informações valiosas sobre o ocorrido e deslocamento dos marginais feitas através do aplicativo WhatsApp que a rede protegida compartilha entre os participantes. Fonte: AFX Notícias

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *