Júri popular absolve réu acusado de tentativa de homicídio por vítima colocar fogo em drogas

Um motivo fútil desencadeou uma discórdia entre dois homens em Congonhas. Isso porque ao atear fogo em um matagal, drogas avaliadas em cerca de R$300,00, foram queimadas. A partir desta data, o dono dos entorpecentes passou a cobrar insistentemente T. M. A. M. autor da queimada, passando a ameaçá-lo de morte caso não pagasse a suposta dívida.

No dia 16 de setembro de 2016, por volta 19:00 horas, na Praça Santo Antônio, em frente a sede da prefeitura, R. A. S. S. desferiu golpes de faca no braço e tórax de seu desafeto.

O caso foi a júri popular, ocorrido, ontem (20), que absolveu o réu de um suposto crime de tentativa de homicídio, duplamente qualificado. R. A. S. S. está preso no presídio de Congonhas por autoria em um outro homicídio. O advogado de defesa é Roney Neto e sua equipe.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *