Júri Popular absolve pai que defendeu as filhas agredidas em assalto e acusado de atirar em defesa

 

Um acusado por tentativa de homicídio foi levado a júri popular, na quinta-feira, dia 9 de novembro, na Comarca de Congonhas. O crime, segundo informações dos advogados de defesa, Sílvio Lopes de Almeida Neto e Sara Miranda Silveira Lopes de Almeida, foi registrado em 20 de fevereiro de 2011. W. L.S foi acusado de atirar contra F.G.M.

O advogado criminalista Silvio Lopes atuou em mais um Júri em Congonhas

O crime foi registrado na rua Maria André de Freitas, na vila José Arigó. À época, F.G.M. abordou e roubou as filhas, aplicando uma gravata em uma menor, colocou a faca nas costas e desferiu um soco nela na presença da filha de 17 anos. Em seguida furtou uma bolsa.

Ao ver a situação, o pai das menores saiu a procura do suspeito e ao encontrá-lo, pediu que ele devolvesse o produto roubado. Não atendendo seu pedido, F. levou a mão na cintura, pois, estava armado com uma faca, e, W, para se defender, sacou a arma e atirou contra ele uma vez. “Ele foi atingido, mas não morreu”, explicou Silvio Lopes. W. L.S foi denunciado e levado a júri popular como incurso nas penas do artigo 121, da forma do artigo 14, II, ambos do CP, tentativa de homicídio. Mas foi absolvido por unanimidade.

Texto e foto: Sílvio Lopes

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *