Jovem condenado por latrocínio contra padre tem pena reduzida em julgamento

A 2ª Câmara do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) julgou esta semana o recurso de apelação relativo à condenação de Pedro Henrique Pamplona Moreira, acusado de matar o Padre Paulo Sergio Ribeiro Sabino em agosto de 2016 em Barbacena. O recurso foi negado, mas a pena foi reduzida de 22 anos e seis meses para 21 anos de prisão.

O corpo de Padre Sérgio foi encontrado com uma sacola na cabeça e tinha sinais de asfixia/Reprodução

De acordo com o advogado de defesa do jovem, o objetivo do recurso era desclassificar o tipo de crime pelo qual o rapaz foi condenado: o latrocínio – que significa roubo seguido de morte. A defesa alega que o crime teve motivação passional e não patrimonial. O advogado dele declarou que aguarda a publicação do acórdão com a decisão para avaliar qual recurso será encaminhado ao Superior Tribunal de Justiça (STJ).

A relatora do caso foi a desembargadora Beatriz Pinheiro Cayres. Mesmo com a condenação, o processo segue sob segredo de Justiça à pedido da Igreja Católica, que foi quem divulgou a sentença do julgamento em primeira instância, ocorrido no dia 3 de abril de 2017.

O caso

O padre Paulo Sérgio era natural do Espírito Santo e atuava como vigário na Igreja da Penha. Ele também era membro da Congregação Irmãos Passionistas São Paulo da Cruz.

corpo dele foi encontrado por populares em uma estrada de terra próximo ao Bairro Borda do Campo em agosto de 2016. Segundo a Polícia Militar ele estava com uma sacola na cabeça e tinha sinais de asfixia. O pároco estava desaparecido desde a noite de 25 de agosto, quando foi visto saindo com seu veículo de uma reunião com paroquianos no Bairro Caiçaras.

No dia 26 de agosto, a Polícia Civil prendeu um jovem de 19 anos, suspeito do crime. Ele foi encontrado em São Paulo dirigindo o carro do padre. Em setembro, ele foi transferido para o presídio de Barbacena.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *