José Cesar, presidente do CNDL, defende imposto único

Vice presidente, Hamilton Mourão, fez palestra

O presidente da CNDL, José Cesar da Costa, e o presidente da FCDL-MG, Frank Sinatra, participam neste momento, no Hotel Unique, em São Paulo, do lançamento do Manifesto da Sociedade Empreendedora pelo Imposto Único, iniciativa do Instituto Brasil 200, formado por grandes empresários de diversos setores. O vice-presidente da República, Hamilton Mourão, realizou palestra de abertura do evento.

O objetivo é eliminar os mais de 90 tributos no Brasil e manter um único sobre movimentação financeira. O Imposto Único seria cobrado sobre qualquer transação financeira entre contas correntes, para isso haveria a cobrança de uma alíquota de 2,5% de quem paga e, também, de quem recebe. Em caso de saques o percentual seria dobrado, ou seja 5%, para tributar as compras em dinheiro. A retenção seria feita automaticamente pelos próprios bancos, impossibilitando a sonegação e simplificando para o contribuinte.

Para o presidente da CNDL, a medida beneficia empresários, a geração de empregos e todos os contribuintes. “O imposto único é mais justo para a população. Além de simplificar o pagamento de tributos, a proposta evita transtornos ao Governo Federal, como a sonegação de impostos por exemplo”.

O evento conta com a participação de mais de 40 entidades do setor de comércio e serviços, entre elas, aquelas que compõem a União Nacional de Entidades do Comércio e Serviços (Unecs).

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *