Hospital São Vicente passa por reforma para ampliar seus serviços

Gestora Giovana Seabra e funcionários do hospital/CORREIO DE MINAS

Apesar da crise por que passam os hospitais filantrópicos, muitos à beira de fechar suas atividades, o Hospital São Vicente de Paulo (HSVP) em Lafaiete promove melhorias em sua infra estrutura para atender com mais conforto seus pacientes.

As reformas são fruto de doações espontâneas e de empresários locais. Os banheiros, apartamentos, corredores e rampas passam por reforma dotando a estrutura de um acolhimento mais humano.  A sala de observação e sala de estabilização também vão promover o melhor atendimento.

Os números

Corredores passam por reformas/CORREIO DE MINAS

Somente em 2016, foram atendidas 17.525 crianças e deste total 70% foram a internadas na instituição.

Referência em pediatria, a principal fonte de receita vem do SUS através do  repasse realizado pelo município cujo atendimento chega 90%, o restante vem de doações, convênios e particulares.

As dificuldades e desafio estão sendo superados com uma gestão calcada na busca da eficiência sem comprometer os serviços. A enfermeira responsável técnica, Giovanna Seabra, apontou que infelizmente houve corte e reduções de despesas para adequarmos nosso orçamento a realidade, mas ainda temos um déficit mensal que estamos procurando atacá-lo de todas as formas para chegarmos ao equilíbrio financeiro”, relatou Seabra.

Plantões

Com ajudas de empresários e doações, sala de observação é reformada/CORREIO DE MINAS

Para manter os plantões há um esforço gigantesco já que encontramos dificuldade para conseguir profissionais. Foi realizado um levantamento que tem cerca de 22 profissionais pediatras atendendo em consultório em Conselheiro Lafaiete, mas apenas 3 desses profissionais se dispuseram a manter a internação no HSVP.“Gostaríamos de  fazer um apelo aos profissionais médicos pediatras de Lafaiete para atender no HSVP, comentou. Segundo Giovana, com mais pediatras do HSVP poderia ampliar os atendimentos e trazer especialidades na área. Ressalta ainda que os plantões estão sendo realizado com profissionais pediatras e profissionais clínicos e que fica 01 profissional pediatra de sobre aviso todos os dias pela internação.

Portas abertas

Giovana discorreu sobre o projeto para levar ao HSVP o atendimento das crianças direto sem passar pela triagem da policlínica. As tratativas estão em andamento, mas esbarram na falta de profissionais médicos e na cobertura financeira. “Temos que discutir antes as condições necessárias para absovermos esta demanda”, disse.

Boatos

Recentemente o HSVP passou por uma divulgação infundada nas redes sociais. Uma matéria de 2103 foi postada gerando reflexos negativos a instituição. Muitos começaram a ligar ao HSVP perguntando se ele iria ser fechado ou questionando se os plantões acabariam. “Não sei se foi maldade, mas a publicação gerou malefícios a comunidade e aos nossos doadores e mesmos os pacientes. Os plantões continuam e vamos continuar prestando um atendimento cada vez mais eficiente e humano”, finalizou Giovana.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *