Há mais de 8 dias, moradores do Gagé convivem com o drama e martírio de falta de água; Copasa diz que abastecimento está normal

Moradores relatam o drama de conviver mais de 8 dias sem água/CORREIO DE MINAS

Um drama sem fim passa grande parte dos moradores do Gagé. O martírio é maior na Vila Fernandes onde as caixas d’águas estão completamente vazias. Nossa reportagem esteve esta manhã (20) visitando as residências quando ouviu as reclamações e as lamentações dos moradores. Segundo eles, há mais 8 dias a situação é de desabastecimento. Na parte mais baixa do Gagé, os moradores relatam que a água chega as caixas d’água, mas insuficiente para manter as famílias. “Há alguns dias não temos água para lavar as louças. Por falta de água na casa da minha filha, meus dois netos vêm aqui para tomar banho. É uma situação de tristeza. Tenho que ajudar meus vizinhos a encher as caixas deles”, desabafou Aparecida de Fátima, Presidente da Associação de Moradores do Gagé. “Às vezes ficamos sem banho. Fazer o que? contou à moradora Rosa Colatina, mãe de 2 filhos, afirmou que a situação vem se arrastando sem uma solução. “Todos os anos é a mesma situação, mas agora piorou. Meu marido ajuda os vizinhos a colocar água com nossa bomba. A água cai, mas não tem pressão. Temos que pôr um basta nisso”, cobrou. Ela reconheceu que a estiagem agrava a situação, mas cobrou transparência da Copasa. “A gente liga para lá e cai em na central em Belo Horizonte. Muitas das vezes dizem que água vai chegar e é mentira. A Copasa tinha de ser transparente e ao menos nos avisa quando houver falta de água”, assinalou. Nossa reportagem esteve na Vila Fernandes onde a situação é de penúria e revolta. Hoje (20) pela manhã, a água caiu nas caixas depois de vários dias. “É um alivio, mas já parou de cair. Vamos aguardar se vai voltar a cair ou vamos ficar aqui sem água por mais de 8 dias”, relatou a moradora Simone Silva.

Sem quaisquer condições sanitárias, moradores convivem com esgoto a céu aberto no Gagé/CORREIO DE MINAS

Outro lado

Durante a semana, nossa reportagem recebeu diversas denúncias e reclamações do Gagé em relação a constante falta de água. Moradores afirmem que estatal afirma que vai resolver, mas a solução não acontece aumentando o drama. Ontem (20), diante da situação de colapso total, a Copasa enviou um caminhão pipa, mas, porém, abasteceu 3 casas. “Ocorreu uma paralisação no sábado (14) devido à falta de energia e outra paralisação para correção de vazamento, mas já foi regularizado. A parte alta Vila Fernandes está com pouca pressão e com isto não sobe na caixa. A causa é um possível vazamento oculto ou um registro estragado, colocamos caminhão pipa para atender a Vila Fernandes”, afirmou a Copasa. A situação é tão precária no Gagé que não há tratamento de esgoto.

Veja os vídeos:

Leia mais: Moradores do Gagé reclamam de falta de água

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *