Gastos das Câmaras: Lafaiete tem o menor custo de vereador da região

Cidade tem o menor gasto por habitante enquanto São Brás e Congonhas lideram a pesquisa na região

Uma pesquisa realizada pelo CORREIO DE MINAS mapeia quanto custa um vereador para cada cidadão. Os dados foram obtidos junto ao “Portal da Transparência” das principais câmaras da região.

Para chegar ao gasto final, nossa reportagem comparou os gastos empenhados de 2015 dos legislativos dividindo pelo respectivo número de habitantes de cada cidade pesquisada.

O resultado mostra discrepâncias de gastos. Mesmo sendo maior cidade em  termos populacionais, Lafaiete tem o menor gasto per capita. Na principal cidade do Alto Paraopeba cada um dos mais de 125 mil habitantes gasta pouco mais de R$42,00/ano para manter um dos 13 vereadores da Câmara. Os dados mostram realmente que a Câmara, como frisam os representantes locais, é a mais enxuta da região.

Em 2015, a Câmara gastou cerca de R$5,408 milhões (sem contar o devolvido a prefeitura de cerca de R$800 mil). Um vereador em Lafaiete ganha mais de R$8,2 mil bruto.

Na outra ponta está o Legislativo de São Brás do Suaçuí é o que mais custa para o cidadão local. Um dos 3.721 moradores gasta cerca de R$313,85/ano para manter um dos 9 vereadores. Cada representante ganha R$2.579,09.

Em seguida vem o legislativo da “Cidade dos Profetas” cujo gasto de 2015 chegou a R$12.6 milhões. Cada vereador custa R$239,09 para um dos mais de 52 mil habitantes.

Relação de gastos das câmaras

tabela-site

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *