Filho de lavradores luta contra o tempo para fazer cirurgia de R$62 mil; família pede doações

Hoje a nossa equipe conheceu o adolescente Ademir Lourenço de 14 anos de idade. O jovem Ademir é um garoto que estuda na escola do Vale Verde, atualmente cursa a oitava série e como tantos outros garotos da cidade gosta de interagir com os amigos através das redes sociais, é torcedor do Atlético e sonha em ser um agente da Polícia Federal um dia.
Porém o garoto precisa vencer uma etapa importante de sua vida antes de crescer e luta contra o tempo antes de se tornar mais um agente da Polícia Federal como tantos outros jovens sonham pelo Brasil afora.
Ademir tem uma escoliose progressiva na coluna e precisa de uma cirurgia para corrigir seu problema e dar continuidade a seus sonhos.
O jovem é filho de lavradores da comunidade da Estacada, zona rural de Carandaí e tem visto seu problema agravar com o passar do tempo. De acordo com os pais de Ademir, a deformidade foi detectada quando ele tinha apenas três anos de idade e desde então tem feitos exames e tratamentos.
Aos sete anos de idade, o jovem já passou por um outro procedimento cirúrgico para retirada de um líquido no cérebro e agora aguarda para realizar a cirurgia de deformidade progressiva de sua coluna.

O JOVEM SONHA EM SER UM AGENTE DA POLÍCIA FEDERAL E LUTAR CONTRA A CORRUPÇÃO NO BRASIL, MAS ANTES PRECISA VENCER UMA ETAPA IMPORTANTE DE SUA VIDA

Ainda de acordo com a família, Ademir precisava atingir a idade atual para realização da cirurgia observando seu crescimento e segundo os médicos, a cirurgia deveria ser realizada quando a deformidade chegasse a 50 graus.
Porém, a escoliose do adolescente já atingiu a faixa dos 70 graus e o jovem agora corre contra o tempo para realizar a cirurgia.
O grande problema surgiu na burocracia da saúde brasileira, onde o SUS ( sistema único de Saúde) tenta agendar a cirurgia do garoto, porém após meses de espera, a família ainda não tem certeza de quando se realizará.
Partindo então para recursos de meios próprios, a família recebeu a notícia dos médicos que tal cirurgia ficaria na faixa de 62 mil reais e o casal de lavradores não tem condições de arcar com os custos.

Em conversa com nossa equipe de reportagem, a mãe de Ademir revelou que tal cirurgia é realizada no hospital da Baleia em Belo Horizonte e que são necessários exames, internação em CTI, além de cuidados pós operatórios, que somam o valor citado e após meses de tentativas com o SUS , nada até o momento foi agendado.
Amigos da família começaram então a realizar por conta própria bingos, rifas, feijoadas e outras ações do tipo na tentativa de arrecadar o valor necessário, porém devido ao alto valor que precisa ser atingido, a possibilidade da cirurgia ainda se encontra distante e o tempo vai ficando cada vez mais escasso para o jovem.
Sem os recursos necessários, a família pede doações de qualquer valor e também abriu uma conta na tentativa de atingir a quantia de 62 mil reais, além de realizar nas próximas semanas outras ações beneficentes.
Qualquer valor pode ser depositado na conta agência 0104 operação 013 poupança número 24263-0 da Caixa econômica de Carandaí em nome de Ademir Carlos Lourenço. Ajude um adolescente a realizar seus sonhos, participe.

(Carandaí On Line)

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *