Família protesta e pede pena máxima para acusado de matar namorada grávida

Já foi iniciado o julgamento de Caique Lucas de Miranda. Ele é acusado de assassinar a namorada, Tatiane Gomes, em junho de 2017, quando a jovem tinha 23 anos e estava grávida de 5 meses. O crime ocorreu na localidade de Matadouro, zona rural de Rio Espera.

Familiares e amigos de Tatiane, querem que a justiça seja feita/CORREIO DE MINAS

O júri será marcado pelo embate entre o Promotoria e Defesa. Foram arroladas 10 testemunhas. Dos 25 jurados, foram sorteados 7 jurados pelo juiz Paulo Roberto da Silva para compor o Conselho de Sentença.

A expectativa é de que o julgamento dure todo o dia.

Os pais de Tatiane não quiseram dar entrevista. A irmã da vítima, Silmara Gomes, reforçou que o momento é de se fazer justiça diante de tudo que aconteceu.

Manifestação

Já nas primeiras horas do dia, amigos e familiares fizeram um protesto pacífico na porta do Fórum. Com camisetas estampando o rosto da jovem, eles carregavam uma faixa pedindo pena máxima e alertando para o crime de feminicídio.

Mais informações em breve.

 

Leia também: Familiares e amigos vão encher júri e cobrar justiça no assassinato de jovem grávida

Namorado que assassinou Jovem grávida vai a júri popular; familiares relatam a dor e vazio desde a morte de Tatiane

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *