Em nota, prefeitura de Lafaiete salienta que carnaval contradiz expectativa de violência; organização destaca clima familiar da festa

Mais uma vez o carnaval de Conselheiro Lafaiete dá mostras que a alegria e a paixão que envolve o evento estão mais vivos do que nunca. A Secretaria Municipal de Cultura investiu no retorno da folia para a Praça Tiradentes e o resultado só reforçou ainda mais o clima harmonioso do evento. Foram quatro dias de programação, 15 atrações musicais em três palcos, desfiles de blocos caricatos, a tradicional Bandinha Centro Ó Fônica, desfiles da Escola de Samba Unidos de São João e blocos carnavalescos da cidade. Nos últimos dias, o que se viu na programação do carnaval de Conselheiro Lafaiete, foi um desfile de alegria, paz e muito samba no pé.
De sábado até as primeiras horas da madrugada da última quarta-feira (13), a população de Lafaiete, teve opções. A primeira delas ocorreu no sábado, com o Bloco Tradição do Rosário, que recebeu apresentações musicais e foi palco da coroação do Rei Momo, Paulo Nonato, do Bairro Cachoeira, e da Rainha do Carnaval, Ana Marina, do bairro São João. No mesmo dia, a Bandinha Centro Ó Fônica desfilou pela Praça Tiradentes abrindo a programação no espaço. O prefeito Mário Marcus entregou a chave da cidade à Corte Momesca e abriu oficialmente o evento, destacando a prioridade de seu governo na área da saúde. “Estamos realizando o Carnaval 2018 com o mínimo de recursos possível, pois temos que investir em outras áreas. Mas ficamos dois anos sem carnaval e não podíamos perder esta tradição que o povo tanto gosta”, destacou. O secretário municipal de Cultura, Geraldo Lafayette, convocou a todos a derrotar a onda de que o carnaval e violência andam juntos e convidou a todos para a realização de uma festa de paz.
Durante o período da tarde, nos dias seguintes, a tranquilidade e o samba na Praça Tiradentes trouxe as famílias para a rua. Adultos e crianças dividiam o espaço curtindo as melhores marchinhas e sambas de raiz. As atrações ocorreram em dois palcos, no coreto e outro montado em frente à prefeitura. O revezamento de ambientes proporcionou atrações diversas sem que gerassem atrasos e não deixasse a música acabar.
 Já no período da noite, os tão esperados desfiles das entidades carnavalescas tomaram conta da praça. Os blocos caricatos usaram e abusaram da criatividade e deram show nas ruas com carros alegóricos, fantasias e caminhões que traziam suas baterias. A Escola de Samba Unidos de São João, que se apresentou na segunda-feira (12/02), foi uma atração à parte recheada de animação e samba no pé.

Carnaval a Praça Tiradentes foi aprovado onde até o cardápio das músicas concorreu pela tranquilidade
 Os pequenos ajustes prometidos pelo secretário de Cultura da cidade, Geraldo Lafayette, foram consumados. O apoio irrestrito ao bloco Tradição do Rosário, à bandinha Centro Ó Fônica, que este ano receberá o registro como patrimônio imaterial do município e a tantas outras agremiações carnavalescas comprovou a efetividade de suas ações na secretaria de Cultura.
 Ao final da folia, o secretário fez um balanço da festa e confirmou que as expectativas planejadas na Secretaria de Cultura foram alcançadas. “Fizemos um trabalho intenso para preparar este carnaval para a população de Conselheiro Lafaiete e recebemos como resultado a alegria dos foliões, das bandas, dos blocos, das entidades carnavalescas e de todos que se envolveram de alguma forma na organização e execução do carnaval. O retorno que estamos recebendo das pessoas é muito positivo e o clima de paz que ocorreu em toda a festa foi uma grande conquista. Não tivemos um carnaval violento como alguns pessimistas previam”.
 
Parcerias
 A secretaria municipal de Cultura contou com parcerias importantes para que o carnaval oficial tivesse um balanço positivo. Na área da segurança houve o apoio da Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, Guarda Municipal e Departamento Municipal de Trânsito. Na parte estrutural, foi imprescindível um diálogo com os setores mais diversos da prefeitura municipal, principalmente o de licitações e o jurídico. Foi preciso contar ainda com a participação da secretaria de planejamento, fazenda e obras.
 Para a organização dos desfiles, a Liga das Entidades Carnavalescas (LECAL) foi um importante aliado para que os blocos caricatos fossem para as ruas mostrar o som dos tambores. A entidade foi apoiada pela prefeitura municipal e pelo deputado estadual Glaycon Franco, que além de participar da festa. destinou recursos a fim de manter viva a tradição do samba em Conselheiro Lafaiete.​
Texto e fotos: Asssessoria de Imprensa/PMCL
Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *