Deputado Padre João destina verba a Maternidade São José e rebate vereador Chico Paulo

Deputado federal Padre João, em reunião com direção da maternidade para tratar de emenda parlamentar para custeio, em abril deste ano/Divulgação

O deputado federal Padre João (PT) vem atuando em favor dos hospitais da região Alto Paraopeba/Inconfidentes. Para Conselheiro Lafaiete, parlamentar tem indicado emendas para os hospitais anualmente. Algumas vezes os recursos foram perdidos por problemas na documentação enviada pelas instituições.

Nesta semana, o vereador Chico Paulo insinuou, durante sessão da Câmara, que a Maternidade São Jose teria recusado recursos de emenda parlamentar de Padre João, versão contestada pelo parlamentar petista.

O deputado esteve recentemente em visita à unidade, acompanhado pelo provedor do hospital, Nilson Albuquerque Júnior, e pelo diretor administrativo, Giovanni Magalhães Viggiano. Na ocasião ficou acertada que seria destinada uma emenda no valor de R$ 150 mil para custeio. A emenda está cadastrada junto ao Ministério da Saúde sob o número 711400011/2017 e aguarda pagamento.

Na sexta feira, dia 17, a assessoria do deputado Padre João entrou em contato com o diretor administrativo do Hospital e Maternidade São José que afirmou que estar empenhado em fazer todos os procedimentos para o recebimento do recurso destinado via emenda parlamentar. “A parceria continua em favor da vida e da saúde de toda a população”, afirmou Giovanni Magalhães Viggiano.

Vereador Chico Paulo

O vereador Chico Paulo (PT) afirmou na Tribuna da Câmara que o Hospital e Maternidade São José (HMSJ) teria recusado uma verba do deputado padre João. A declaração gerou reação imediata do vereador e líder do governo na Câmara, João Paulo Pé Quente (DEM) que cobrou o envio de ofício a Maternidade para explicar a suposta recusa da verba de subvenção. “Os hospitais vivem nesta crise e caso isso seja verdade temos que apurar este fato. Me soa muito estranho esta situação”, questionou.

O vereador Pedro Américo (PT) antecipou que o fato aconteceu não nesta gestão, mas não soube precisar em qual administração o fato aconteceu.

O Presidente da Câmara, Sandro José (PSDB), acatou a sugestão de João Paulo e solicitou a Secretaria da Câmara o imediato envio a Maternidade dos questionamentos levantados na sessão. “Estamos diante de uma situação que precisa se apurada a responsabilidade. Surpreende-me um hospital que passa por extrema dificuldade”, disse Pé Quente. A nossa reportagem, Padre João informou que não procede a declaração de Chico Paulo.

“Vamos continuar nosso trabalho em favor do povo de Lafaiete e região. Sempre destinamos recursos para os hospitais da cidade e realizamos outras ações em favor da população. Esse é nosso compromisso. Os hospitais de Lafaiete prestam um grande serviço ao nosso povo, indo além de suas fronteiras, atendendo toda região”, enfatizou Padre João.

 

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *