Copasa conclui tratamento de esgoto no Rancho Novo e promove reunião com moradores,; estatal investiu R$1,6 milhões em ETE

O objetivo é promover a troca de informações, principalmente com relação à adequação dos sistemas residenciais de esgoto às redes da Companhia; ao todo, foram investidos mais de R$ 1,6 milhões

 

Cerca de 480 casas não jogam mais esgotos nos cursos d’água

A fim de orientar e tornar comum as informações relacionadas ao sistema de esgotamento sanitário do bairro Rancho Novo, em Conselheiro Lafaiete, representantes da Copasa irão se reunir com os moradores do bairro, na próxima quarta-feira (04/09).

 

Na oportunidade, serão abordados assuntos como o início da operação da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) Rancho Novo, questões tarifárias do serviço prestado pela Companhia, bem como serão repassadas aos moradores orientações para a execução das ligações de esgoto e ramais internos das residências.

 

Para  Alexandre Roberto, gerente da Copasa no Distrito Regional de Conselheiro Lafaiete, é importante que todos os moradores participem para que possam esclarecer suas dúvidas. “Com a conclusão da obras de implantação do sistema de esgotamento no bairro Rancho Novo, faz-se necessário esclarecer as dúvidas dos moradores que serão diretamente beneficiados pelo empreendimento e orientá-los com relação à instalação dos ramais internos de suas casas e ao uso adequado das redes, para que os efeitos sejam positivos para todos e para o meio ambiente”, afirma.

 

Realizações

Para a implantação do sistema de esgotamento sanitário no bairro Rancho Novo, que atenderá cerca de 480 moradores, foram executados a construção de uma ETE, com capacidade para tratar 1 litro por segundo de esgoto; 3.200 metros de rede coletora de esgoto; 1.600 metros de rede interceptora de esgoto; 140 ligações de esgoto; 1 elevatória de esgoto e 80 metros de linha de recalque.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *