Congonhas vira exemplo para UNESCO

Congonhas foi um dos destaques no 2º Encontro Brasileiro das Cidades Históricas Turísticas e Patrimônio Mundial, evento que acontece até este sábado, 27, em São Luís, capital do Estado do Maranhão. Com objetivo de definir uma agenda para o desenvolvimento sustentável dos núcleos históricos, em sintonia com a gestão urbanística das cidades, o Encontro tem mostrado as práticas mais bem-sucedidas desenvolvidas pelos 12 municípios brasileiros que possuem o título de “Patrimônio Mundial”, concedido pelas Organizações das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO), para lugares considerados únicos no mundo.

As ações desenvolvidas pela Fundação Municipal de Cultura, Lazer e Turismo de Congonhas (Fumcult) para promoção, difusão e valorização do Santuário de Bom Jesus de Matosinhos, durante a atual Administração Municipal, chamaram atenção dos participantes em um dos mais concorridos painéis de debates, que lotou o Teatro Arthur Azevedo, no centro histórico de São Luís.

Foram apresentadas, por exemplo, as atividades promovidas nas comemorações dos 30 anos do título de Patrimônio Mundial de Congonhas, que culminaram com a inauguração do Museu de Congonhas. “Conseguimos envolver a comunidade e ainda projetar nosso município nacionalmente com as diversas atividades, atingindo cerca de dois milhões e setecentos mil reais de propaganda gratuita para nossas realizações só durante a inauguração do Museu”, comemora Sergio Rodrigo Reis, presidente da Fumcult.

A coordenadora de Cultura da UNESCO, Patrícia Reis, que também participou do encontro, destacou a relação profícua que tem desenvolvido durante a atual gestão municipal de Congonhas, que culminou com intervenções importantes no município mineiro, como a implantação da Sinalização Interpretativa do sítio histórico do Santuário de Bom Jesus. Congonhas foi a primeira a implantar a nova sinalização, que acaba de ser implantada também em São Luís.

Foto de capa :Divulgacão/ Luciana Feres

 

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *