Congonhas é contemplada com Base Avançada do SAMU equipada com UTI móvel e equipes de socorro

A saúde de Congonhas e região alcançou uma de suas maiores conquistas: agora o município conta com uma Unidade de Suporte Avançado (USA) do SAMU, garantindo melhor tempo-resposta às ocorrências de urgência e otimizando o atendimento para 17 cidades que juntas possuem aproximadamente 230 mil habitantes. Localizado à av. Michael Pereira de Souza, o espaço onde o serviço está em operação foi entregue na tarde da quarta-feira, 28/08, pelo governo municipal em parceria com o Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência Centro Sul (CISRU).

Os recursos são da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais. Serão investidos, em média, somente na USA de Congonhas R$ 168 mil reais para garantir equipes, medicamentos, materiais, combustível e manutenção de ambulâncias por mês. Após 6 dias de funcionamento, a nova Base Avançada do SAMU, equipada com uma UTI Mòvel acompanhada de equipe formada por médico, enfermeiro e motorista, socorreu 12 vítimas, sendo 9 casos gravíssimos. O atendimento evitou a amputação da perna de um motorista. A unidade básica fazendo atendimentos com técnico de enfermagem e motorista. A solicitação do serviço é feita pelo número de telefone de discagem gratuita 192.

A USA conta com um condutor-socorrista, um enfermeiro e um médico. É considerada uma UTI Móvel, capaz de atender casos mais graves, como os procedimentos invasivos, entre eles intubação, drenagem torácica, partos, doenças cardiovasculares graves, infartos e arritmias. É equipada com aparelhos de alta tecnologia, como respirador mecânico, cardioversores, bomba de infusão de seringa, detector fetal, monitorização de oximetria e imobilizações para vítimas presas em ferragens, além de uma ampla classe de medicamentos.

Ao todo, a base de Congonhas passa a contar com 7 médicos, 7 enfermeiros, 8 motoristas e 6 técnicos de enfermagem. A solenidade de entrega contou com a presença do prefeito Zelinho; do vice-prefeito Arnaldo da Silva Osório; vereadores; a vice-presidente do CISRU e prefeita de Santa Cruz de Minas, Sinara Rafaela Campos; a secretária executiva do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Rede de Urgência Centro-Sul (CISRU) de Minas Gerais, Ormezinda Maria Barbosa Salgado; a superintendente regional de saúde de Barbacena, Hérica Vieira Santos; e o presidente da Associação de Moradores do Bairro Campinho, Geraldino da Costa.

Autoridades de municípios circunvizinhos também prestigiaram, entre eles os prefeitos Marcos Bellavinha (Caranaíba), Luiz Otavio Gonçalves (Casa Grande), José Élcio de Resende (Cristiano Otoni), José Walter Resende Aguiar (Entre Rios de Minas), Fabio Vasconcelos (Jeceaba), José Carlos de Oliveira Marques (Piranga), o prefeito em exercício de Ouro Branco, Roberto Vaz, e seus secretários de Saúde, além da assessora de comunicação do Estado de Minas Gerais, Priscila Rezende. Fonte: Lafaiete Agora

Vice-presidente do CISRU e prefeita de Santa Cruz de Minas, Sinara Rafaela Campos afirmou que este dia (quarta-feira) é  muito importante. “O prefeito Zelinho vem nesta luta desde antes do início do seu primeiro mandato para que esta base avançada fosse inaugurada, beneficiando Congonhas e toda a nossa região. Um ótimo serviço de saúde é essencial o tempo todo, seja na atenção básica ou na secundária. E eu desconheço, no Estado de Minas Gerais, um prefeito que tenha tido a visão que o Zelinho teve com relação à saúde e a colocado em prática. Atualmente, Congonhas é uma das cidades que tem a melhor estrutura, não só física, mas sim das redes de atenção básica e urgência e emergência funcionando. E não existe algo mais urgente do que o SAMU. A sensibilidade do prefeito, que foi presidente deste consórcio com muita seriedade, contribuiu muito para o atendimento de excelência do SAMU da nossa região. Foram anos de trabalho”, considerou.

Sinara salientou ainda que, na área da saúde, os municípios não vivem sem os consórcios. “É impossível não haver uma política de fortalecimento do Consórcio na rede de urgência e emergência. Este serviço é democrático, não existe descriminação, pode ser pobre ou rico, ter o melhor plano de saúde que quem vai atender as vítimas são os profissionais do SAMU com um tempo-resposta recorde. E nosso SAMU é referência nacional nesta organização da rede. Com Congonhas nas portas de entrada, os profissionais vão conseguir realizar este trabalho com maestria. Parabéns a Congonhas por esta conquista e por não ter desistido dela, em meu nome e do prefeito Denilson Reis, de São Tiago, presidente do CISRU”, completou.

A superintendente regional de saúde de Barbacena, Hérica Vieira Santos, ratificou a afirmativa da vice-presidente do CISRU referente à importância desta data. “Este é um grande momento para toda a região ampliada de saúde Centro-Sul. O Estado e os municípios passam por dificuldades. Reitero a importância do CISRU para que a rede de urgência e emergência se efetive. Por meio de estudos técnicos apresentados pelo consórcio à Coordenação Estadual de Urgência Emergência, o consórcio pleiteou, ainda em 2013, esta base para Congonhas e região, quando houve a deliberação da ampliação das unidades avançadas do SAMU. Agora celebramos este momento, porque o Estado teve este olhar para a região de Congonhas”.

Para Ormezinda Maria Barbosa Salgado, secretária executiva do CISRU, “este momento remete à certeza de que vale a pena acreditar que fazemos a diferença na vida das pessoas que ficam entre a vida e a morte. Foi em 2010 que nasceu a semente de que a rede de urgência e emergência poderia ir para territórios que se organizassem. Então sou grata ao prefeito Zelinho, a quem pedi diversas vezes para que se candidatasse à presidência do SAMU, porque estávamos começando o trabalho do consórcio, éramos muito pequenos. Com um ano e pouco após a eleição dele, nosso nome se elevou, fomos até campeões das Olimpíadas do 4º Congresso Nacional SAMU 192, realizado em Brasília, julho de 2014, disputando com consórcios de São Paulo, Paraná, Minas Gerais, entre outros. Viemos para fazer diferente. O Zelinho foi nosso presidente por 4 anos e sempre pudemos contar com ele. Minha gratidão também aos demais prefeitos dos outros 50 municípios consorciados, aos secretários de Saúde, aos nossos  profissionais, aos quais sempre preocupamos em garantir a melhor qualificação. Aqui em Congonhas começa a atuar uma equipe nova, que será acompanhada o tempo todo. Agradecemos também ao Estado, a quem conseguimos convencer que precisávamos de mais uma Unidade de Serviço Avançado (USA) com uma UTI móvel e equipe médica, que já está servindo a 17 municípios, que, somados, possuem aproximadamente 230 mil habitantes. Nos seis primeiros dias de trabalho, atendemos  seis ocorrências em Congonhas, duas em Entre Rios de Minas, uma de São Brás do Suaçuí e três para Ouro Branco. Esta UTI móvel faz interceptações, estrategicamente é muito interessante que ela esteja aqui, mais perto de BH, o que faz a gente reduzir o tempo-resposta”.

“Conheci a Ormezinda [secretária executiva do CISRU], durante uma reunião de Saúde, em Pirapora, no Norte de Minas, ainda em 2010, quando eu era secretário municipal de Saúde e ela disse que, se eu me tornasse prefeito, deveria me candidatar à presidente do CISRU, que estava sendo criado em nossa região, porque já estar, à época, atuando na área. Não só nós reconhecemos o trabalho dela, como o Governo do Estado também. Os consórcios regionais de saúde vão até Barbacena para atualizarem seus modelos de gestão. O nosso é referência para o Brasil. Ela nos ajudou muito também no período em que estávamos preparando a intervenção no Hospital Bom Jesus. Se o SAMU da Macrorregião Centro-Sul é o que é hoje, devemos isso a ela, que coordena o trabalho de todos os demais excelentes profissionais. Estes foram submetidos a concurso público e entraram pela porta da frente. Quantas pessoas o SAMU já salvou e irá salvar agora nesses 17 municípios do entorno de Congonhas? Antes, quando acionávamos a base de Conselheiro de Lafaiete, geralmente a UTI Móvel de lá já estava atendendo alguma vítima. Este é um grande reforço, com médico e enfermeiro 24 horas à disposição. Se o paciente precisar ser entubado, ele será. Há uma incubadora neonatal para transferências para hospitais que são referência. Esta é uma das maiores conquistas entre tantas que conseguimos até agora”, afirmou o prefeito de Congonhas e ex-presidente do CISRU, Zelinho.

Agora, a Macrorregião Centro Sul passa a ter cinco USA’s de transferência. A de Congonhas atenderá três microrregiões. As outras unidades estão instaladas em Barbacena, onde fica a Central de Regulação do serviço, Conselheiro Lafaiete e São João Del Rei.

Além disso, existem 18 Unidades de Suporte Básico (USB) do SAMU, como a que também seguirá funcionando em Congonhas, com ambulância básica com motorista e técnico de enfermagem.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *