Carnaval registra dois assassinatos e um afogamento

O carnaval foi marcado por registros de assassinatos e tragédias pela região. Na sexta feira, dia 5 de fevereiro, às 13h10min, Policiais Militares compareceram a uma residência situada na Rua Vinte e Três, Bairro Paulo VI, em Lafaiete onde um indivíduo foi encontrado em óbito. A equipe do SAMU compareceu ao local e constatou o óbito do cidadão por causa natural. O corpo foi liberado ao Instituto Médico Legal.

Homicídios

No mesmo dia, por volta das 08h30min, Policiais Militares foram acionados na Rua Macapá, Bairro Luzia Augusta, em Ouro Branco, onde havia um individuo não apresentava sinais vitais. A perícia técnica compareceu ao local e  constatou que o indivíduo foi vítima de dois disparos de arma de fogo, sendo um embaixo do queixo e um em cima do mamilo direito. O corpo foi liberado para o Instituto Médico Legal. Um familiar da vitima acompanhou todos os trabalhos. As diligências seguem em andamento para solucionar o caso.

Já no dia 9, por volta de 00h05min, em Cristiano Otoni, durante as festividades do carnaval, Policiais Militares que realizavam policiamento na região central do município, ampararam um cidadão que foi encontrado bastante ferido e com um ferimento no tórax. A equipe do SAMU foi acionada, entretanto, não resistindo aos ferimentos, veio a óbito no local. A Perícia Técnica foi acionada e em contato com uma testemunha, os Policiais Militares foram informados que tanto a vítima quanto o seu agressor, iniciaram uma briga motivada por causa passional, estando ambos acompanhados de várias pessoas que participaram das agressões, causando um tumulto generalizado. Foi realizado rastreamento para localização dos suspeitos, entretanto, ainda não houve êxito nas buscas, permanecendo em andamento as diligências para o encontro dos mesmos.

Afogamento

No dia 7, por volta das 13:30 horas, Policiais Militares compareceram ao local conhecido como “CACHOEIRA DO ZÉ DE ARMINDA” situada na localidade de Bandeira, Zona Rural de Piranga. Segundo a solicitante, seu irmão teria se afogado. Esta relatou que no dia saiu da cidade de Conselheiro Lafaiete em companhia de seus amigos e do enteado de seu pai e vieram para a área de lazer, sendo que em certo momento, a vítima teria adentrado na cachoeira e quando olharam ela estava boiando na água. Devido ao fato do lugar ser raso acharam que a vítima brincando, porém após alguns minutos foram até ele e ao tocarem no seu corpo, este afundou, momento em que entraram em desespero e o retiraram da água, porem já estava sem vida. O corpo foi removido ao IML de Lafaiete.

Imagem:Reprodução

 

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *