Cão ferido em Lamim deve ficar internado por 40 dias e não corre risco de morte mobilização vai custear tratamento

A simpática e acolhedora cidade de Lamim ganhou as manchetes dos principais jornais da região e até mesmo da Capital Mineira nos últimos dias. Isso porque uma matança de cães assustou os moradores quando acordaram neste último sábado, dia 23. As fotos ganharam as redes sociais comovendo os laminenses e revoltando também pela crueldade do criminoso. Os animais passaram por necropsia para identificar as causas das mortes.

Ontem, dia 25, um vídeo de um cão com uma ferida exposta ganhou novamente as redes sociais, ao mesmo despertando a ira como também provocando a compaixão de defensores da causa animal. O vídeo foi publicado na página do site do CORREIO DE MINAS.

Cão ferido em Lamim está internado em uma clínica em Piranga e passa bem

Através da vereadora lafaietense, Carla Sassi (PSB), a Veterinária Érica Electo, da Piranga Vet, de Piranga, foi acionada no final manhã de hoje para resgatar o cão que estava com uma ferida na pata traseira. Crianças de aproximadamente 10 anos encontraram o cão no sábado, dia 23, e o socorreram, aplicando spray prata na ferida para não dar bicho.

Ao chegar na clínica, a ferida foi avaliada, limpa para que volte a ficar viva novamente e o processo de cicatrização ocorra normalmente. Segundo a veterinária, o animal não apresenta outra alteração visível e passa bem. Ela já se alimentou e bebeu água sozinho. O tempo aproximado de internação é de 40 dias mas pode variar com o processo de cicatrização do animal.  “Logo que ele chegou a clínica fizemos o curativo na ferida para que ela fosse debridada e retirada a parte necrozada. Agora com os medicamentos a ferida vai cicatrizar”, assinalou, confirmando que o cão não corre risco de morte.

O corte no animal tem em torno de 20 cm e provavelmente foi provocado por um objeto cortante. “Estamos levantando o histórico do animal para sabermos a idade e como foi causado este ferimento. Sabemos que é um cão jovem e que foi abandonado recentemente”, disse. A intenção é que, depois de recuperado, o animal seja levado a adoção.

Quem desejar colaborar para o tratamento pode depositar:

  • Banco: Bradesco
  • Ag.1392
  • C/C 38371-6
  • Nome: Bruna Nogueira
Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *