Barbárie em Lafaiete: pai e amante são presos e acusados de envenenar recém nascido

Estão detidas no presídio de Lafaiete, a pedido da Justiça, duas pessoas acusadas de levar a morte um recém nascido de menos de 1 mês de vida. Os principais suspeitos são o pai da criancinha e sua amante. O caso aconteceu a mais de 4 anos, no Bairro São João, em Lafaiete, e desde então a Polícia Civil investiga o caso que chama a atenção pela barbariedade e requintes de crueldade.

As informações apuradas por nossa reportagem apontam que os dois teriam arquitetado a morte prematura do recém nascido através de envenenamento do leite que servia como alimentação suplementar à criança.

O bebê chegou ainda a resistir cerca de 5 dias no hospital de Barbacena antes de falecer. O caso foi descoberto pela família após a sua morte quando familiares constataram que o leite estaria com produtos nocivos à saúde humana. Os produtos foram levados a delegacia para passarem por testes e análises em laboratórios especializados quando se desencadeou a investigação.

O caso corre em segredo de Justiça e deve ser levado júri popular. Os nomes dos envolvidos foram mantidos no sigilo para não atrapalhar as investigações. A delegada Helenita Pyramo não quis comentar o caso.

Foto de capa ilustrativa

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *