Após demora em reparos de PSF’s, vereadores ameaçam consertar defeitos por conta própria; “Há mais de um ano uma pia no Bellavinha não funciona por falta de um sifão”, disparou Chico Paulo

Chico Paulo denunciou que por falta de um sifão pia de PSF não funciona há mais de um ano/CORREIO DE MINAS

Em dezembro do ano passado o vereador Carlos Nem (SO) usou a tribuna da Câmara quando relatou que esteve no PSF do Museu chamado pela falta de lâmpadas, quando levou o eletrecista ao local para resolver o problema. Enquanto isso, o vereador percebeu que uma senhora relatando um problema arterial e que na unidade de saúde os aparelhos de aferir pressão estavam estragados. Sensibilizado com a situação, o vereador tomou iniciativa e levou os aparelhos ao conserto e retornado com a solução. À época, ele disse que com menos de 10 minutos resolveu a situação bancando do próprio bolso o conserto. A situação gerou uma tremenda polêmica quando a secretaria de saúde solicitou ao vereador que apresentasse os custos do conserto para o reembolso do valor pago.

O vereador Pedro Américo criticou a demora em reformas dos PSF’s/CORREIO DE MINAS

Ontem, durante a sessão da Câmara, uma situação similar ocorreu porém agora envolvendo o vereador Chico Paulo (PT). Ele contou que há mais de um ano esteve no PSF Bellavinha quando presenciou que uma pia não funcionava por falta de sifão. Segundo ele, a unidade passava por outros problemas como salas mofadas. Ele contou que ontem, dia 16, voltou ao local e constatou que o local em condições piores e a pia não funcionava. “È um absurdo esta situação. E pior a massa das paredes caíram e estão no tijolo. E pia estava lá estragada. Como fez o vereador Carlos Nem, me deu vontade de mandar arrumar o sifão que custa menos de R$25,00. Se continuar nestas condições eu mesmo vou lá comprar e consertar”, disparou.

Já o vereador Pedro Américo (PT) afirmou que no PSF do Albinópolis o banheiro está fechado por falta de manutenção. “Falta gestão. Como disse o colega Chico Paulo dá vontade mesmo de ir e consertar”, propôs  o petista.

Após elogios, o vereador Lúcio criticou demora em exames/CORREIO DE MINAS

O vereador tucano Lúcio Barbosa que, na semana passada, elogiou o fim de filas de diversos exames, consultas e cirurgias ontem, dia 17, mudou o tom do discurso e criticou a secretaria. Segundo ele, na semana que vem vai apresentar um requerimento cobando explicações pela demora o atendimento de exames de alta complexidade. “Tem paciente na fila há mais de ano”, reclamou.

Trator

Após diversas denúncias do vereador Pedro Américo, o Legislativo deve aprovar um requerimento para investigar a situação de contratação de um trator para trabalhar no antigo lixão. Américo alega que o conserto do equipamento da prefeitura, que está estragado, custaria menos de R$1,4 mil e não precisaria a terceirização do serviço. “Ficaria bem mais em conta a prefeitura consertar o trator dela do que pagar pelo serviço terceirizado. Como o valor já gasto há mais de um ano daria até mesmo para comprar um trator novo”, protestou o petista.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *