Após assassinar duas ex-companheiras, homem é encontrado enforcado na casa de sobrinho

Irmão de vulgo Papão está desaparecido, e familiares se mobilizaram para encontrá-lo/DIVULGAÇÃO

Ontem (22), por volta das 11h, a Polícia Militar foi solicitada a comparecer a uma residência na rodovia MG 155, em “Casinhas”, zona rural de Jeceaba. No local, deparou-se com Antônio dos Passos Neto, 57 anos, mais conhecido por “Papão”. Constatou-se seu enforcamento por meio de uma corda.

A casa pertenceria ao próprio sobrinho, o qual Antônio teria procurado na noite anterior (terça-feira, 21), supostamente à procura de refúgio. Conforme informações, Antônio se encontrava foragido no Rio de Janeiro.

Segundo o sobrinho – que acionou a polícia e familiares –, Papão foi dormir por volta de 2h da madrugada. De manhã, às 9h, deparou-se com o tio já morto, pendurado por uma corda amarrada ao pescoço, em cômodo da casa usado para guardar ferramentas.

A PM afirmou que não houve nenhum indício de violência. Após confirmar a veracidade e o óbito, os policiais acionaram profissionais para realização de trabalhos periciais e funerários necessários.

Ficha policial

Ex-companheira Flávia Luciene Belo foi morta em fevereiro de 2017/DIVULGAÇÃO

Segundo informações, existia mandado de prisão em aberto contra Papão. Ele estava desaparecido após cometer o assassinato da ex-companheira Flávia Luciene Belo, 37 anos, em fevereiro de 2017. No centro de Jeceaba, ele desferiu um golpe de faca contra ela, que veio a óbito no próprio local. O crime teria acontecido por ciúmes do autor que fazia uso de bebidas alcoólicas momentos antes do homicídio.

Antônio dos Passos Neto também ficou preso, cumprindo pena pelo assassinato de outra ex-companheira, fato ocorrido há a quase 20 anos.

Sumiço de irmão

Outra tragédia aconteceu na família de Antônio dos Passos Neto. Desde 20 de julho 2018, seu irmão, José Tarcísio, mais conhecido como Zezinho, está desaparecido. Ele morava em Jeceaba, e desde então sua família não tem qualquer informação sobre seu paradeiro.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *