Ao se referir a barbaridades encontradas, prefeito anuncia 6 novos PSF’s, 2 creches, reforma da policlínica e do túnel, reabertura do estádio, revitalização da Geraldo de Plaza, construção de 2 UBS e término da Alfredo Elias Mafuz para 2018

Em coletiva a imprensa na manhã de ontem, dia 20, no Solar Barão do Saussuí, o prefeito Mário Marcus (DEM) acompanhado seu vice, Marco Antônio, fez um balanço da gestão. “Não vamos justificar os que não fizemos culpando a crise”, justificou logo no início da entrevista. Em seguida enumerou ações de cada secretaria. Na administração, falou da redução dos preços aluguéis, reposição salarial e recuperação da frota. Na Fazenda, destacou as negociações dos pagamentos de precatórios e restituição do nome limpo da prefeitura. Na cultura, discorreu sobre os festivais diversos, a licitação para a obra da fonte luminosa, a reforma do museu ferroviário, reabertura do teatro municipal. Mário disse que negocia recursos de um Termo de Ajustamento de Conduta para reforma da Casa de Cultura. “Em breve muitos patrimônios estarão desinterditados”, disse confiante.

Na secretaria de obras, o prefeito a manutenção das estradas rurais, operação tapa buracos, limpeza e capina da cidade e obra da Dr. Zebral, perto do Larmena. “Numa época dessa no ano passado, a cidade era cheia de crateras”, comparou. Ele ainda citou pavimentações em diversas vias. Justificou que as reformas dos PSF’ ficaram amarradas as licitações. Mário criticou o projeto de Regularização Fundiária citando que precisa de atualização.

Triângulo II e drone

Triângulo II será abastecido com água em caminhão pipa/Reprodução

Mário adiantou que a prefeitura começa esta semana a levar água aos moradores do Triangulo II. “È uma questão de humanidade e vamos buscar um projeto habitacional para levar estas famílias”, afirmou.

No plano político citou a abertura do Governo do Estado ao Município, através da atuação do deputado Glaycon Franco. Entre as conquistas a devolução do terreno da Cohab para a instalação de empresas. A aproximação com a Câmara foi um dos avanços citados pelo prefeito. Mário citou que o SINE foram 30 mil atendimentos com 5 mil trabalhadores encaminhados a entrevistas.

A Expoagro e o Planejamento Estratégico são conquistas para Lafaiete. Por outro lado, para atualização do cadastro imobiliário, a prefeitura contratou um profissional para fazer o levantamento detalhado de todos os imóveis com ajuda de drone.

Na educação, são 11 mil alunos atendidos com distribuição de 3,5 toneladas de alimentação escolar distribuídas ao dia. Na saúde, Mário citou a transferência da pediatria ao Hospital São Vicente e mudança da farmácia central.

Alfredo Elias Mafuz

Prefeito anunciou que pretende concluir Alfredo Elias Mafuz/Arquivo

Mário disse que o projeto da recuperação da avenida Alfredo Elias Mafuz já está com sua documentação encaminhada ao governo federal para retomada e conclusão da obra.

Licitações e jurídico

O prefeito foi cobrado pela lentidão em obras que esbarram em processos licitatórios. Ele disse que assumiu com a mudança no sistema de informática e somente em maio a prefeitura conseguiu realizar uma licitação acumulando processos e atrasando obras e serviços. Ele citou que encontrou barbaridades em que estão sendo resolvidos. Ele citou a creche do Bela Vista.

O estoque da prefeitura estava zerado como peças, insumos, merenda escolar. Diversos Termos de Ajustamento de Conduta assinados irresponsavelmente. Mário apontou o cenário como desafiador, mas elogiou o setor jurídico. “Nossa felicidade é não ter recebido nenhuma denúncia. Se tivesse que escolher escolheria o mesmo procurador”, frisou.

Prefeito antecipa pacote de obras para 2018

Prefeito quer por estádio municipal em funcionamento após quase duas décadas de obras/Arquivo

A última parte da entrevista ficou reservada às obras em 2018. Ele citou por exemplo 4 convênios para asfaltamento, obras da Coposa como ponte na Comendador Nemézio ligando a Marechal, revitalização da Geraldo de Plaza e conclusão do prolongamento da Marechal Floriano. Projetos de construção de duas unidades básicas de saúde (Moinhos e Gagé); construção de rede de esgoto no Bairro Topázio; reforma da fonte luminosa e da Casa de Cultura; reabertura do estádio municipal, entre outras obras, como a reforma do túnel do ginásio, poliesportivo, obras que geraram críticas ao governo e aguardadas pela populçação.

Na saúde, ele comemorou a instalação de mais 6 unidades do PSF’s ampliando a cobertura da saúde dos lafaietenses. São elas: Arcádia, Moinhos, Gagé, Vila Rezende e duas no São João.

Obras e ações para 2018 já definidas em fase de projetos e licitação:

– Conclusão da obra da Rua Alfredo Elias Mafuz

– Reforma da passagem subterrânea

– Ampliação e reforma da Policlínica Municipal

– PACE (Posto de coleta de sangue)

– Inauguração de duas creches

– Reforma do Ginásio Poliesportivo

– Ampliação do Distrito Industrial

– Reforma da Quadra de Esportes de Buarque de Macedo

– Reforma da Fonte Luminosa

– Reforma da Casa de Cultura

– Implantação de 6 novas equipes de ESF

– Imóveis MRS – cessão para município

– Instalação das 7 academias ao ar livre

– Inauguração da Praça CEUs

– Obras convênio com a Copasa

– Obras de pavimentação asfáltica – 4 convênios em fase de licitação

– Extensão de redes elétricas

– Construção de UBSs Moinhos e Gagé

– Negociação de áreas para construção de campos de futebol em Rancho Novo, São Vicente e Caeté

– Conclusão das obras da Rua Marechal Floriano, incluindo as desapropriações necessárias

– Pavimentação com calçamento das ruas do Bairro Topázio, após conclusão das redes de esgoto já negociadas com a Copasa

– Estrada ligando Lafaiete a estrade de Queluzito / Casa Grande, em parceria com a iniciativa privada.

– Conclusão de mais uma etapa do Estádio Municipal permitindo o funcionamento do mesmo.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *