Anjos de Patas – Aqueça um dog nesse inverno!

Os dias e as noites estão tão geladas, que até mesmo nós em casa estamos sentindo na pele as baixas temperaturas, imagine aquele que está na rua, sem proteção, um cobertor para se aquecer e proteger do frio. Aqueça da melhor forma que puder, um cobertor, uma roupa, uma caixa de papelão, uma casinha, e até mesmo seja sua casa para passar a noite…. O inverno está muito rigoroso!
Aqueça hoje! Proteja um animal abandonado do inverno!

 

Adoção conjunta!

Espaço cultura!
Com Cláudia Guimarães, escritora.

A Bibliotecária de Auschwitz, Antonio G.Iturbe.

Muitas histórias do horror e sofrimento testemunhados dentro dos campos de concentração nazistas são contadas e recontadas, já estão gravadas e arquivadas. É difícil, nesses relatos, encontrar atos de esperança e força diante de todo o mal registrado durante o Holocausto. A Bibliotecária de Auschwitz é um livro diferente. É uma história verdadeira e cheia de detalhes a respeito de um professor judeu, Fredy Hirsh, que criou uma escola secreta dentro do bloco 31, no campo de concentração de Auschwitz, dedicando-se a lecionar para cerca de 500 crianças. Criou também uma biblioteca de poucos volumes com a ajuda de Dita Dorachova, uma menina judia de 14 anos que se arriscava para manter viva a esperança trazida pelo conhecimento e escondia os livros embaixo do vestido. É um registro de uma época sofrida da História, mas que também mostra a coragem de pessoas que não se renderam ao terror e se mantiveram firmes usando os livros como “arma”.

Opinião de Cláudia: Já li muitos livros sobre Segunda Guerra. O diferencial de A Bibliotecária de Auschwitz, é que ele é contado sob os olhos de uma menina de 14 anos. O olhar dela sobre os horrores da guerra e como o amor pela leitura a faz sobreviver de uma maneira mais leve num campo de concentração.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *