Acidente tira a vida de dois lafaietenses na MG 129; em menos de 25 dias rodovia custou a vida de 3 pessoas e audiência vai discutir trânsito de carretas

A MG129, a chamada Estrada Real, se tornou palco de diversos acidentes fatais. Hoje, dia 22, por volta das 5:00 horas, uma colisão frontal deixou um motorista e o garupa ( M.B de 39 anos e E.C.D. C (45) de uma moto mortos quando colidiram com um carro W/GOL entre Lafaiete e Ouro Branco, logo após a entrada do bairro Rancho Novo. As duas vítimas eram cunhados e moravam no Bairro Santa Maria.

Os ocupantes do carro foram levados pelo SAMU a Maternidade São José.

Carreta de escória desgovernada atingiu carro e matou o lafaietense Ítalo há menos de 10 dias na MG 129

Este é mais acidente que aumenta a estatística do numero de mortos na rodovia.  Em menos 25 dias o rodovia registrou mais dois outros acidentes com vítimas.  O último dia 13, uma carreta de escória perdeu o controle, na descida entre Serra do Ouro Branco e a entrada do Distrito de Santa Ria de Ouro Preto e atingiu um Pálio e matou um lafaietense, conhecido como Ìtalo, de 30 anos. O impacto foi tão grande que ele faleceu no local do acidente.

No dia 29 de junho, um morador do Rancho Novo, em Lafaiete, de apelido de Tico, faleceu também na MG129 o trevo de entrada para o bairro ao atingir um carro.

Em mais uma série de acidentes registrados, no dia 18 de maio,  por volta das 4:00 horas, um grave acidente na MG 129, perto do distrito de Itatiaia, interditou o trânsito na rodovia. Isto por que uma carreta de calcário  tombou e duas pessoas feridas estão presas às ferragens. A MG ficou por mais de 8 horas fechada.

Rotina e audiência

O crescimento dos acidentes despertou a atenção dos prefeitos de Ouro Branco, Hélio Campos (PSDB), e de Ouro Preto, Júlio Pimenta (PMDB), defenderam a realização de uma audiência pública na Assembleia de Minas para discutir a situação da MG 129 como também se posicionaram pelo fim do trânsito pesado a rodovia, criada em função do incremento ao turismo.

A audiência acontece no dia 3 de agosto, na Câmara de Ouro Branco, às 9:00 horas. O requerimento que gerou a discussão e debate foi proposto pelo deputado estadual, Tiago Cota. Por outro lado há uma petição pública que pede o fim do trânsito de carreta a rodovia.

Facebooktwittergoogle_plusFacebooktwittergoogle_plus

Comentários

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *